Chamem Bolsonaro de Calígula, mas não de Nero

Por favor, parem de comparar Bolsonaro com Nero. Nero era o oposto de Bolsonaro. Nero é uma das pessoas mais injustiçadas pela história porque quem escreveu sobre ele foram seus inimigos políticos.

Nero era um imperador que não se interessava por guerras, mas priorizava a diplomacia e a paz. Em seu reinado, preferiu investir na construção de teatros e bibliotecas em vez de armas e exércitos. Nero oferecia ajuda financeira a artistas, músicos, escultores, pintores e Roma nunca ficou tão preenchida de arte como na época dele.

As histórias tenebrosas que contam de Nero foram disseminadas pelos seus oposicionistas que queriam que Roma voltasse a fazer guerra pra eles ganharem dinheiro vendendo escravos. Sempre dizem que Nero incendiou Roma, mas o incêndio foi por causas naturais ou uma operação de falsa bandeira pra prejudicá-lo. Nero aumentou os impostos dos ricos para reconstruir a cidade após o incêndio e foi por isso que a elite o odiou mais ainda.

Nero foi deposto por um golpe militar apoiado pelos ricos donos de escravos do Império. Obviamente que Nero não era nenhum santo, mas com certeza não foi o demônio pintado pelos rivais. Toda a memória do bom tempo foi apagada e tudo o que era ruim diziam “a culpa é de Nero”. As fakenews contra Nero foram tão eficazes que até hoje associam Nero ao oposto do que ele foi.

Portanto, chamem Bolsonaro de Calígula, mas não de Nero.

Por Thomas de Toledo

Chamem Bolsonaro de Calígula, mas não de Nero
Calígula nomeou seu cavalo para o Senado romano e Bolsonaro tentou nomear seu filho para a Embaixada do Brasil nos EUA

1 Comentário

Deixe uma resposta