RICARDO CAPPELLI: Putin: a Copa de um estadista

Vladimir Putin é o Presidente do Comitê Supervisor do COL – Comitê Organizador Local da Copa. Para o líder Russo, o sucesso do evento é uma questão de Estado. Ele não se esconde, não tem “nojinho” da Fifa, compreende o mundial dentro da estratégia de reposicionar seu país no mundo.

A diferença entre Estadistas e gestores é que os primeiros tem perspectiva estratégica, histórica, não cedem à pressões conjunturais. A Rússia está gastando no evento mais do que Brasil gastou. Lá não há sabotagem de setores do Estado e da mídia. Se houve problemas na execução, foram tratados adequadamente e sem alarde, preservando os interesses maiores da nação.

Na nossa Copa, parte da esquerda brasileira embarcou no canto da sereia do inimigo se somando às forças reacionárias na tentativa de sabotar a imagem do Brasil perante o mundo. Se somaram ao “Não vai ter Copa” como massa de manobra daqueles que chocavam o ovo do golpe.

Vira Latas fascistas e coxinhas de esquerda unidos. Pra quem até hoje não entendeu o que aconteceu no Brasil, sugiro que assista o vídeo oficial da Copa da Rússia. Vão se surpreender.

Por Ricardo Cappelli.

Deixe uma resposta