Tite e sua panela: a convocação do Brasil para a Copa América

Hoje, dia 17, o técnico Tite, comandante da Seleção Brasileira, anunciou os 23 nomes que representarão o País a partir do mês que vem na Copa América que será realizada em solo tupiniquim. O primeiro adversário do Brasil será a Bolívia, dia 14 de junho, no estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi, em São Paulo. No grupo do Brasil ainda estão Venezuela, que o selecionado nacional enfrentará em Salvador, dia 18, e Peru, adversário do dia 22, no estádio do Corinthians, em São Paulo.

Como se esperava, nenhuma grande surpresa e a base do time que estava sendo convocada nos amistosos e mesmo que esteve na última Copa do Mundo fora mantida. Alguns nomes são questionáveis pelo momento que vivem ou pela idade, outros não contam tanto com a simpatia da torcida, mas nada que cause qualquer grande comoção. Não há nenhum craque que não foi chamado (talvez o lateral Marcelo do Real Madrid, pela carreira, mereça ser chamado de fora de série, mas o momento é péssimo e a ausência não foi sequer debatida; e Lucas Moura, não por ser craque, mas pelos gols na Champions League) e, entre os que foram, só há um, o Neymar.

Tite optou por manter sua panela, ele que é recorrentemente acusado de ser um técnico paneleiro (no jargão futebolístico é o treinador que se aferra a um núcleo de jogadores e vai com eles até o fim, ignorando desempenho e necessidade de mudança por outros fatores). Chama também a atenção o modo como Adenor Leonardo Bachi, o Tite, e a comissão técnica procuraram não entrar em atrito com Neymar embora haja um certo clamor popular (leia-se redes sociais, que não representam tanto da população assim) para tal em virtude dos repetidos comportamentos controversos do “menino” fora de campo no seu clube Paris Saint-Germain, da França. Talvez aí o grande elemento de polêmica.

A Seleção do Brasil começará sua preparação para a Copa América ainda com certo favoritismo, mas longe de nutrir no torcedor grande esperança e mesmo qualquer empolgação. Cada vez mais a relação da Seleção com seus torcedores beira a indiferença, o que é uma pena. Eis os nomes convocados:

Goleiros: Alisson, Cássio, Ederson

Defesa: Alexsandro, Daniel Alves, Eder Militao, Fagner, Filipe Luis, Marquinhos, Miranda e Thiago Silva

Meia: Allan, Arthur, Casemiro, Fernandinho, Lucas Paquetá e Coutinho

Atacantes: David Neres, Everton, Firmino, Gabriel Jesus, Neymar e Richarlison

Deixe uma resposta