Existe pós-doutorado, Papai Bozão?

Uma pessoa pesquisadora conquista apenas dois títulos: Mestre e Doutor. A bolsa de pós-doutorado foi criada para manter na pesquisa pessoas doutoras ainda não empregadas. Ela pode funcionar também como auxílio para estadias no exterior voltadas à pesquisa e à busca contatos de pesquisa, mas não se trata propriamente de um título.

Algumas universidades abrem a possibilidade para que qualquer pessoa interessada pleiteie o título de livre-docente, conquistado depois de um concurso público. Para professores concursados de Universidades públicas, principalmente estaduais, a livre-docência pode significar um passo na carreira, assim como o posto de Professor/a Titular. Algumas poucas faculdades privadas replicam essa estrutura.

A falsificação de títulos é algo mais comum do que se imagina, inclusive na Alemanha. Tivemos notícia de um escândalo recente que envolveu um político alemão que plagiou seu doutorado, fato denunciado pelo Prof. André Fischer-Lescano.

De outro lado, há grandes professores e pesquisadores, reconhecidos internacionalmente, que nunca fizeram doutorado, por exemplo Ronald Dworkin. Há sistemas bem mais informais do que o nosso, mais preocupados com a qualidade da produção intelectual da pessoa do que com os títulos, os quais, no fundo no fundo, não passam papel manchado de tinta caso não estejam sustentados por uma pesquisa, continua, séria e relevante.

Essa é uma discussão que me faz sentir um tédio abissal, tanto em razão das notícias sobre mentirosos e mentirosas recentes (4 ministros mentiram em seus currículos), quanto por constatar que vivemos em uma sociedade que valoriza esse tipo de estrelinha no currículo, muitas vezes em detrimento da pesquisa acadêmica propriamente dita, ou seja, do esforço pessoal no desenvolvimento de um projeto intelectual ambicioso.

Basta ver como o atual Presidente da república condecora sucessivamente os seus filhos. Não duvido que daqui a pouco eles virem pós-doutores em alguma coisa por influência de Papai Bozão.

Por Jose Rodrigo Rodriguez

Deixe uma resposta