Jendayi Cosméticos e Brumadinho: degeneração é a palavra

A Jendayi Cosméticos postou em suas redes sociais um ensaio protesto sobre o crime da Vale e das autoridades brasileiras em Brumadinho, Minas Gerais. A empresa e o fotógrafo Jorge Beirigo contrataram atores para interpretarem as vítimas. Eles aparecem cobertos de lama, abraçados e segurando uma bandeira do Brasil.

O fotógrafo, que também trabalha no marketing da empresa, afirmou em um post que “o objetivo da campanha é mostrar que existe uma marca de cosméticos que se preocupa com a beleza…beleza da vida”.

Isto é a síntese da degeneração liberal-capitalista, da sociedade pasteurizada da estética e do consumo.

Parte da “esquerda”, principalmente da mais jovem, abraçou o discurso liberal-identitário da “representatividade no capital”, que consiste em grandes empresas expandindo seu leque de consumidores através do discurso inclusivo e da exposição e cooptação de minorias, mas pelo visto não há fundo nesse poço e nem a morte de dezenas por assassinato é respeitada.

Precisamos de uma profunda Revolução Cultural.

bonde do che degeneração brumadinho identitarismo indentitário 1 jendayi

bonde do che degeneração brumadinho identitarismo indentitário 1 jendayi

bonde do che degeneração brumadinho identitarismo indentitário 1 jendayi

bonde do che degeneração brumadinho identitarismo indentitário 1 jendayi

bonde do che degeneração brumadinho identitarismo indentitário 1 jendayi

2 Comentários

Deixe uma resposta