The Killers e Spike Lee lançam clipe contra o muro de Trump na fronteira com o México

A banda The Killers e o cineasta Spike Lee lançaram o clipe “The Land of The Free” sobre o problema da imigração na fronteira sul dos Estados Unidos com o México. O clipe é dirigido pelo consagrado diretor de “Malcolm-X”, filme icônico sobre o líder negro norte-americano.

A peça traz imagens das populações imigrantes na fronteira, da miséria e violência policial a que estão submetidas, em contraste com o discurso de liberdade tão caro aos norte-americanos. A letra da música fala do racismo que marca o país mais rico do mundo, do encarceramento em massa que tornou-se um negócio privado lucrativo, e termina criticando o projeto de construção de um muro na fronteira para afastar as populações pobres, que buscam esperança na terra da liberdade.

O clipe vem na sequência do celebrado filme “Infiltrado na Klan” de Spike Lee, que trata da investigação de um policial negro sobre a Ku Klux Klan e David Duke nos anos 1970 em conexão com os protestos e conflitos raciais em Ferguson e Baltimore dos últimos anos nos EUA, e deve concorrer a diversas categorias do Oscar.

Apesar da longa carreira de filmes importantes, Spike Lee nunca foi indicado ao Oscar de melhor diretor, tendo concorrido apenas uma vez como roteirista, e ganho uma estatueta honorária. Seu último filme dificilmente tem chances de vencer, mas Spike Lee continua sendo uma referência artística que reflete sobre a história e presente dos EUA.

1 Comentário

Deixe uma resposta