SILVIO ALMEIDA: Medida Provisória que suspende salários é uma aberração

Não cabem meias-palavras: o governo federal foi tomado por irresponsáveis e assassinos. Leiam a MP 927, editada covardemente na calada da noite pelo presidente. É uma aberração econômica, pois ao permitir a suspensão de salários devasta o consumo e deprime ainda mais a economia.

É uma aberração jurídica, porque viola direitos fundamentais; é uma aberração política, porque expõe à população à morte; é uma aberração moral porque é claramente uma medida para beneficiar os mais ricos aproveitando-se de uma crise sanitária global.

Não se trata só de incompetência. Estamos diante de um governo assassino e suicida. Repito: governo assassino e suicida. É a expressão mais nefasta do que Mbembe vem chamando de Necropolitica, a gestão politica pela morte, típica da lógica neoliberal.

Para quem duvida, peço que leiam a MP. Possibilita a suspensão do contrato de trabalho por quatro meses, sem pagamento de salário e viola diversas normas de segurança e saúde. É claramente uma tentativa de forçar o trabalhador a sair de casa durante pandemia.

É uma chantagem, própria de milicianos, em que se tem que escolher entre a saúde e o salário. Ou ainda: é a lógica da escravidão retomada na crise. O trabalhador continua com o vínculo, mas sem salário, salvo se arriscar sua vida, de sua família e de todos em seu entorno.

Depois da MP 927, as declarações do Presidente menosprezando pandemia não podem ser encaradas como enfermidade mental; trata-se de um projeto de morte que visa a arrastar toda a sociedade brasileira. A linha foi traçada. O covid-19 não é a única ameaça à nossa existência.

2 Comentários

Deixe uma resposta