EXCLUSIVO: Bispo angolano detalha briga na Igreja Universal

Há uma semana veio à tona uma série de divergências e troca de acusações entre pastores angolanos e brasileiros da Igreja Universal (IURD). A parte angolana acusa a direção brasileira da igreja de práticas de crimes econômicos, entre eles a evasão de divisas e expatriação ilícita de capital.

O jornalista correspondente Wellington Calasans entrevistou o Bispo angolano, João Bartolomeu, um dos líderes desse movimento. Entre outras revelações, o Bispo detalha a prática de racismo dos religiosos brasileiros contra os angolanos, além de outras formas de discriminação.

O Bispo revela o que teria motivado o afastamento dos pastores brasileiros pelos pastores angolanos da IURD e a confirmação da denúncia de ingerência política do Itamaraty nos assuntos religiosos de Angola.

O futuro da IURD em Angola também foi mais um dos assuntos abordados na entrevista. O Bispo João acredita que outras igrejas brasileiras que atuam em Angola possam seguir o mesmo caminho, ao que chamou de “efeito bola de neve”.

Assista ao vídeo:

4 Comentários

  • O evangelismo pentecostal é uma evidenciação de longo prazo do que não é uma religião. Feito parasita, no Cristianismo – pelo Catolicismo e divisão dele via Martin Lutero (que acertou bastante em seus conceitos – mas errou também muito). Vive com status de religião a essência de ser uma seita com ares cristianistas. Estamos errado? Quais são as bases das Igrejas Pentecostais instaladas no Brasil? E porque tamanha divisão? Os católicos adoram imagem; os espiritualistas adoram imagens. Uma inverdade. Não é? Então apresentem estudos de qual é a referência que tem os fiéis católicos e seguidores da ideologia espiritualista sobre as esculturas em seus rituais? E respondam? Não é uma imagem aquela em que o Pastor ou outra denominação que se dê ao religioso pregador. Aquela foto ampliada em Outdoors pelas avenidas e ruas da cidade? E quem mais vive a sombra de Deus? Não é o pastor ou religioso da TV, rádio e Outdoors? Claro que sim. Hoje se questionarmos as imagens das Igrejas Católicas e terreiros da ideologia espiritualista. Homens das Igrejas Pentecostais estão mais voltados a serem imagens, e figuras idolatradas. Duas figuras para quem sabe o que são e o que é a fé. São erros de referência do que seria uma liderança religiosa. Edir Macedo e Malafaia. Mal mal homens religiosos a serem levados a sério. São falso profetas. É só estuda-los. E o poder político através da religião. Um dos presentes que o próprio Diabo ofereceu a Jesus Cristo no alto da Montanha: “Te dou o domínio sobre as nações do Mundo”. E desses. Nos impuseram o maior pecado ou representação do mal vivo no Brasil. Quem: Bolsonaro: um adultero com alguns dos pecados capitais: 1) A Gula – que se não pela comida – pelo dinheiro do erário – onde ele consome nossos tributos distribuindo o recursos para a família; 2) A Avareza – pois tenta de qualquer forma – que nos responda Queiroz – se tornar milionário com dinheiro público – nos laranjais e rachadinhas da vida; 3) Luxúria – Passiva com Trump, e duvidosa com sua amante – se levado a sério que o casamento é uma vez só – e a declaração “não te estupro porque você é feia” – uma inverdade para não aceitar a culpa que ele em um momento não funciona – ou que nem as feias o querem – e diante essa frustação – poderia impor risco aquelas que ele não consegue ver como bonitas e se sente impotente – entenda “brochura”; 4) A Ira – Ativamente: em todos os anos no Congresso Nacional, em seus atos para o terrorismo nas FFAAs, na manipulação das FFAAs pela ideologia da Ditadura Militar, pela movimentação nos bastidores para uma guerra civil entre os brasileiros – Passivamente – pela invasão mansa dos americanos em Alcântara; 5) A Inveja – Não Bolsonaro não tem inveja! Tem sim. Muita: para começar do Lula – com menos conhecimento – mais homem e mais político do que ele e todos seus serviçais. E de mais quem: Claro! Do Trump. Ou o Bolsonaro não vive copiando aquilo que nunca será (mesmo dois estúpidos – são de classes diferentes). 6) Preguiça – Esse pecado é latente a toda família Bolsonaro – Qual é a produção desses politicamente? 7) Orgulho e Vaidade. Com certeza esses são a maior expressão do Bolsonaro. Se diz religioso. Quer ser tido como o Messias. Estúpidos religiosos em seu governo. Mencionam na mesma frase Bolsonaro e Messias. Que não seja para o momento de chamada do nome. Um oitavo pecado capital. Seja qual for sua religião ou seita. Pois, a maioria das Igrejas no Brasil hoje tem seguidores de seitas que se estabelecem próxima ao Cristianisno. Mas não formam Cristãos. Entenda: Se Martin Lutero estivesse vivo. Questionaria a Igreja de outra forma. Que não fosse a separação. Pois, na época era verdade. Havia erros demasiados na Instituição Igreja. Mas, hoje, com leitura fácil a todos, com muitos espaços para discussão de conceitos religiosos. Já podemos ter o próprio Cristianismo alinhado as demais religiões. Pois, lá no fundo. Todos sabemos. Existe um só Deus. Não só no nosso Mundo. Mas em todos Universo. E existem vários mistérios. Onde a trindade é um deles. E a discussão não deveria ficar somente quanto ao aspecto numérico. Mas na aceitação. Que para o único Deus. Tudo é possível. E as vezes antes mesmo da compreensão. Tenhamos nós a aceitação. Nossos colegas africanos. Nesse mundo já conhecido. Estão vocês a frente de uma seita totalmente direcionada a conquista de riquezas para seu clã religioso. Quando mais cedo acordarem. Mais cedo encontrarão Jesus. E com certeza não estará ele em ceia com Edir Macedo. Nós indígenas e negros. Perdemos toda história de um Jesus Nazareno que apareceu também para nosso povo. E infelizmente diante a crueldade da colonização. Não temos evidência que o Cristianismo nas Américas, na África. Já antes dos Jesuítas. Já era praticado. Afinal, não veio o senhor para aqueles injustiçados, os famintos, o doentes, os escravizados. Porque deles é o reino do céu. Quem está sendo exterminado? Índios (e seus descendentes).. Quem foi e é ainda escravizado? Negros (e seus descendentes).

    3

    1

Deixe uma resposta