GILBERTO MARINGONI: Bolsonaro anuncia o genocídio

Bolsonaro dobra a aposta, assusta e corre o risco de se tornar um pária. O pronunciamento na TV na noite desta terça (24) foi criminoso e expõe o país a uma catástrofe de proporções incalculáveis.

O boçal secunda o empresariado que deseja sangue nas ruas, como o dono do Madero e Roberto Justus. Joga os idosos, acima de 60 anos, no lixo: “Raros são os casos fatais de pessoas saudáveis com menos de 40 anos de idade, não teremos qualquer manifestação caso se contamine (sic)”.

Cerca de 15% do total da população – 35 milhões de brasileiros – têm mais de 60 anos. A esse setor a mensagem de Bolsonaro é “danem-se”, para não dizer palavra pior.

GILBERTO MARINGONI Bolsonaro anuncia o genocídio

Mais uma vez radicaliza posições. Falou para os seus, para sua tropa. Deve ter se animado com os 35% que o apoiam, segundo o Datafolha. A intervenção visa acirrar o tensionamento entre sua manada e o restante da população, esticando ao máximo a corda, sem medir consequências. É assim que fez campanha e é assim que governa, com tensão, irracionalidade e impacto, tentando manter a agenda nacional em suas mãos.

Ao mesmo tempo, se isola interna e externamente. Companhias aéreas começam a cancelar voos para o Brasil, a exemplo da British Airways, a partir de 31 de março.

A ver como se comporta a direita e a mídia. É hora de unidade nacional contra a loucura fascista. Tem de sair!

Por Gilberto Maringoni

Deixe uma resposta