Fraco e incompetente, Bolsonaro será derrubado pela pandemia

Flávio Dino mandou um recado para Bolsonaro hoje em entrevista coletiva: “Pare de brigar com os governadores ou com outros países. Brigue contra o vírus.”. São muitos os sinais, como esse, da fala do governador do Maranhão, indicando a queda iminente do governo Bolsonaro. Esse iminente só o imponderável vai reverter.

Simplesmente, o governo não sabe o que fazer de maneira mais firme. Os sinais apareceram também no semblante estressado de Bolsonaro durante a coletiva da máscara caindo… Ele está por um fio como a máscara na orelha dele, na frente de todo mundo…

Isso, não porque a esquerda quer e torce por sua queda. Mas porque é um governo de quinta categoria, fraco, sem coordenação de um Estado soberano diante das adversidades e intempéries.

O coronavírus veio como um vendaval destelhando o que já sabíamos. E corroendo rapidamente suas paredes, fundações e pilares.

O governador do Pará também falou que não ia ficar esperando iniciativa do governo central. Ou seja, o país sem coordenação. Fraquíssima essa gente no governo da nossa lamentável República Federativa do Brasil.

Independente de esquerda ou direita, o flagrante da vida real é essa indigência governamental. Pensaram que iam ficar governando o Brasil com fakenews e ameaças. Tentem o golpe para ouvirem um país ensurdecedor pelas janelas do Oiapoque ao Chuí. Tentem!

Como pode o ministro da Saúde não aparecer hoje, sábado, na coletiva? Estão tratando a pandemia às cegas, de forma burocrática, e Bolsonaro falando as asneiras de sempre.

Fraco e incompetente, Bolsonaro será derrubado pela pandemia

Deixe uma resposta