O Brasil precisa acordar do berço esplêndido

O Brasil dos anos 50 até os anos 70, para alguns economistas e estudiosos de cunho mais Keynesiano e nacional desenvolvimentista consideram o país como “a China da América do Sul” como disse o economista Luiz Gonzaga Belluzzo em uma live para um canal no Youtube. Isto porque durante esses anos tínhamos crescimento muito relevante do PIB que chegou a crescer até 14%, e também tínhamos tecidos industrial com forte potencial para emplacar desenvolvimento do país se comparado com a China por exemplo, e outros países do tigres asiáticos.

Mas alguns podem estar se perguntando, o que aconteceu e por que o Brasil parou de crescer e ficou pra trás nessa corrida para se desenvolver nacionalmente ficando só assistindo o China explodir seu crescimento sofisticação do seu tecido da indústria? Pois bem, no final do anos 80 para os anos 90, o Brasil caiu na estupidez de adotar políticas econômicas mais liberais, as privatizações se instalaram definitivamente na América Latina nos anos 90, estimuladas pela ação do Banco Mundial e do FMI – Fundo Monetário Internacional -, que seguiram a orientação direta do conhecido Consenso de Washington, com a justificativa de que elas incrementariam o crescimento econômico destes países e também a abertura do livre comércio, no governo de FHC, isso foi um dos fatores decisivos para a estagnação econômica e país vem patinando até hoje na tentativa de conseguir se desenvolver e se sofisticar industrialmente.

É necessário portanto, que todos nós tenhamos mente e tenhamos clareza, que para se tornar uma potência industrial, com sofisticação tecnológica como a exemplo do tigres asiáticos que citei acima, ” não foi num passe de mágica” e entretanto “não é receita de bolo”. Precisamos contrair para o Brasil um projeto nacional de desenvolvimento, com metas, com início meio e fim, linha com as melhores práticas internacionais como diz o ex presidenciável Ciro Gomes. É preciso uma política comprometida com a soberania nacional e com a primazia de proteger sua Indústria, de de promover a sofisticação tecnológica do receio industrial e que seja forte e pujante. Caso contrário portanto, ficaremos presos, atrasados, patinando na busca de crescimento, assistindo os outros países se desenvolverem e serem soberanos.

Por Fernando Santos, assessor e militante do PDT em Frecheirinha no interior do Ceará

O Brasil precisa acordar do berço esplêndido

1 Comentário

  • Veja apos a vitoria de JK em 1955, passaram em alimentar a ideia de uma nova capital para o Brasil.Foram gastos 1,5 bilhão de dolares,que equivale hoje a 83 bilhoes de dolares,calculo mais aceito feito pelo economista Eurenio Gudin,ministro da fazenda de Café Filho.Sem necessidades pois que pais, construir nova capítal no seculo XX?,enquanto isso,mais de 90%do pais não tinha saneamento basicos,sem agua tratada muita gente doente,a maioria da população muito pobre,favelada,e condenado a morte as ferrovias,com rodovias precarias receberam suborno de multinacionais para venderem caminhoes,que provocou a morte de milhões de brasileiros,e a tristeza da dependencia morbida dos caminhoneiros, essa é a China da America Latina dos anos 50 a 70?Um pais com mais de 90% de analfabetos e analfabetos funcionais.Com uma corrupção generalizada anti-patriotica,que nada fizeram para dar um impeachment um melancia do Lula/Dilma por impropridade administrativa concedendo bilhoões de dolares de emprestimos a paises quebrados da esquerda,enquanto aqui o pais na lama por falta de rodovias e seus parque industrial nacional e hospitais sucateados.E assim estamos presos na calamidade de ver outros paises progredirem a nós se arrastando como imensas deficiencias.

    0

    1

Deixe uma resposta