RICARDO CAPELLI: Lava Jato reage. Amigo urso na área

Barroso (Lava Jato), ministro do STF, autorizou hoje a realização de buscas e apreensões em vários endereços envolvendo o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho.

Consultada, a Procuradoria Geral da República se manifestou contra. Não há fato novo, nenhum ato contemporâneo que justifique a ação. É a típica coisa requentada.

Se a PGR foi contra e os fatos são antigos, por que Barroso atendeu o pedido da Polícia Federal contra o líder de Bolsonaro?

Elementar, meu caro Watson.

O Congresso votou a lei de abuso de autoridade contrariando os próceres da Lava Jato? Bolsonaro ameaçou intervir na PF?

Flávio Bolsonaro atuou contra a CPI da Lava Toga, montada para tentar desmoralizar os arqui-inimigos Gilmar Mendes e Tofolli?

Barroso e Dalagnoll são próximos?

Moro está acuado? Quem manda na PF?

A apuração de supostos desvios nas obras de transposição do São Francisco são o pretexto do momento para o Partido da Lava Jato contra-atacar.

A cada dia que passa, fica mais claro. Existe uma organização política, comandada por funcionários públicos, incrustada no aparelho de Estado.

Cuidado presidente, teu “amigo urso” resolveu te mandar um abraço hoje.

Deixe uma resposta