RICARDO CAPPELLI: Operação Condor II avança no Equador

O encarceramento de Lula e a ordem de prisão de Rafael Correa, ex-presidente do Equador, são demonstrações cabais da nova Operação Condor em curso na América Latina.

Saem fuzis e tanques. Entram togas e ternos Armani de setores da alta tecnocracia estatal antinacional e antipovo. A CIA atua desta vez através da “moderna” NSA.

Lula respondeu com confiança republicana na “justiça” e pode ir para auto-imolação com uma greve de fome.

Correa reagiu com um auto-exílio em Bruxelas de onde, por enquanto livre, denuncia o arbítrio e o golpe judiciário.

Vivemos uma guerra, com a Aliança do Coliseu colocando Ministros do STF na arena das capas de revistas semanais como coveiros da justiça. Os Torquemadas de Curitiba, confrontados, esperneiam pelas mídias sociais tentando jogar os garantistas defensores do Estado Democrático de Direito na fogueira.

A luta na América Latina ganha contornos radicais que, sem dúvida, extrapolam muito a visão ingênua e asséptica da República descolada e impermeável à luta de classes. A “Revolução Bolivariana” no continente é comandada por Washington.

Estes fatos são apenas o alerta do que veremos nas eleições brasileiras. Toda forma de interferência e manipulação serão usadas, sem nenhum pudor republicano.

A Esquerda precisa se unir em torno da construção de uma Frente Ampla cada vez mais improvável. Corremos contra o tempo. As sombras podem ser longas e tenebrosas.

Por Ricardo Cappelli.

Deixe uma resposta