GUSTAVO CASTAÑON: Uma resposta ao racismo de Chico Alencar

Primeiro eu gostaria de esclarecer que você está, como sempre, repetindo a versão da Globo, como fez a vida toda. Nenhum pedetista pode esquecer como você construiu sua carreira fazendo o serviço sujo dessa emissora contra Brizola e Darcy.

O que aconteceu e está disponível a qualquer cidadão em vídeos circulando nas redes, é que Cid foi desarmado conversar e negociar com bandidos mascarados e armados que aterrorizavam Sobral.

Negociou por muito tempo até tomar um soco na cara de um bandido, foi só então que deu cinco minutos para os terroristas liberarem a entrada no quartel dos policiais que queriam trabalhar. Findo os cinco minutos, com o risco da própria vida, ele não avançou contra os bandidos armados.

Simplesmente retirou o portão com a retroescavadeira. Ele já estava parado quando recebeu tiros que buscaram seu peito.

A confusão que você faz entre um representante legítimo do povo – ex-prefeito, ex-governador, senador mais votado do país, cidadão de classe média, sem tv, sem rádio, sem fazendas, sem jagunços, lutando para restituir a lei e a ordem – com um coronel, é a confusão que um homem covarde faz entre a coragem e a truculência.

É claro que no seu caso, isso vem acompanhado de um cirandismo típico dessa classe média esquerdista estéril carioca, de onde venho, que acha que coragem é fazer performances teatrais. Aquilo não era performance, Chico. Ali ele enfrentou bandido corpo a corpo e tomou bala.

O racismo do texto ao chamar Sobral de catinga e Cid de coronel é evidente, porque só o racismo e o regionalismo pode justificar que alguém possa achar o Aécio um senador do qual se deve beijar a mão mas o Cid um coronel.

Assim como também é evidente sua covardia diante da escalada do fascismo e das milicias em nossas cidades. Chamar amotinado mascarado e armado de trabalhador não vai te salvar quando chegar tua hora, Chico. Eles desprezam você muito mais do que a Cid, que pelo menos respeitam por não ser um covarde que se esconde atrás de militantes.

Esse texto que você comaprtilhou, mesmo não sendo seu, é seu atestado de óbito político.

Agora já pode ir fazer sua ciranda, é carnaval na praça São Salvador.

4 Comentários

  • li o texto, um lixo, ode a covardia moral e física de uma esquerda moribunda que não soube evitar e agora não sabe enfrentar o fascismo doentio que nos domina.

    0

    0

  • É preciso que retrocedamos no tempo para lembrarmos de outras décadas em que Leonel Brizola sofria oposição ferrenha do PT e hoje sofremos oposição não só do PT, como, tambem, do PSOL que são ex integrantes Partido dos Trabalhadores que foram expulsos e estão tentando sobreviver de uma política esquerdista que já não existe mais. mas infelizmente esse é o País que centro tem para enfrentar o Bolsonaro, o PT e PSOL.

    0

    0

  • Cid Gomes não é apenas um coronelzinho. Ele é um coronelzinho de merda.

    0

    1

  • Para mim está claro que não temos oposição a este governo e que o nacionalismo é o caminho certo. mas como mobilizar as pessoas que nem sequer sabe o que é ser cidadão? estamos sem liderança, sem coragem, sem união. agora cantado marchinhas com críticas, mas sem ação. como resolver isso? voces apostam muito no Ciro, mas o que ele já fez de politicas públicas, seguridade social no Ceará, o estado com mais desigualdade no país? com certeza este enfrentamento do Cid deveria desencadear uma reação no país todo.

    0

    0

Deixe uma resposta