CHRISTIAN LYNCH: Lobo não é tigre

Por Christian Lynch – É impressão minha, ou parte do PT está querendo que os partidos que apoiaram o impeachment de 2016 façam “autocrítica”, antes de apoiar uma frente contra Bolsonaro?

A situação é curiosa, não só por causa da inversão da situação sobre quem deveria fazer autocrítica (leia-se: quem devia pedir desculpas a quem). É curiosa, porque mostra o embate entre dois raciocínios bastante diferentes.

Mal comparando, é como um lobo (PT) que tomou porrada de outros dois (PSDB, MDB etc.), e pensa em como vai se vingar. Aí aparece um tigre querendo devorar os três.

Quem na esquerda defende a “frente ampla” acha que, diante do tigre, todos os três lobos devem se juntar para enfrentar o tigre que os quer devorar. Já o lobo que apanhou acha que pode aproveitar o tigre, fazendo com que ele devore os outros dois lobos, e depois vencê-lo sozinho.

Essa parte do PT não vê grandes diferenças entre Maia, Dória e cia. e Bolsonaro. Aqueles são falsos democratas, enquanto este é um fascista assumido. Acham que enfrentar Bolsonaro sozinho é melhor, porque com ele as diferenças ficam claras, sem a zona “cinzenta” dos “golpistas”.

O problema dessa segunda estratégia é que não há nenhuma garantia de que as regras do jogo serão limpas, depois que o tigre engolir os dois primeiros lobos, vingando os males que fizeram ao último. O tigre não tem respeito por regra nenhum.

Não parece prudente tornar equivalentes adversários tão desiguais, muito menos apostar em uma única e épica batalha final entre as verdadeiras forças do bem e do mal. O bem só vence no fim em filme da Marvel. Na vida real, o resultado é outro, como demonstram 1964 e 2018.

É que o lobo acha que pode derrotar o tigre. A impossibilidade não está só ou exatamente na desigualdade de forças. É que o lobo joga limpa, e o tigre joga sujo. Numa palavra, um lobo não é um tigre.

Por: Christian Edward Cyril Lynch.

Por Christian Lynch - É impressão minha, ou parte do PT está querendo que os partidos que apoiaram o impeachment de 2016 façam "autocrítica", antes de apoiar uma frente contra Bolsonaro?

1 Comentário

  • Que piada. O lobo jogou limpo contra Marina Silva em 2014? São todos igualmente sujos. A única diferença é quem é forte e quem é fraco.

    0

    0

Deixe uma resposta