O coroné sem votos que fugiu para Paris: a mamadeira de piroca petista

Esse é o resumo da versão do ministério da verdade petista para Ciro nas eleições de 2018. É típica da máquina de propaganda do PT: rasa, fantasiosa e contraditória. Essa funciona exatamente como a máquina goebbeliana bolsonarista, só que sem a consultoria e estrutura da NSA e tocada por enfadonhos jornalistas e professores de sociologia.

A lição de Goebbels foi bem aprendida: quanto mais simples e absurda a mentira, mais fácil ser assimilada por seu público cativo. Então a mentira é:

“Quando a chapa esquentou, o coroné sem voto fugiu para Paris deixando os bravos petistas lutando sozinhos contra o fascismo.”

Quanta mentira e contradição cabe numa frase? Vejamos.

1) “Quando a chapa esquentou” – A chapa no segundo turno já estava fria. Bolsonaro discutia os ministros do novo governo. A chapa esquentou é no primeiro turno quando nas últimas duas semanas o poste e Bolsonaro cresceram tirando do segundo turno o único candidato que segundo todas as pesquisas vencia dos dois: Ciro.

2) “o coroné” – Se Ciro fosse coroné teria jornais, tv, fazendas, blogosfera, jagunços e voto de cabresto, se tem voto, é coroné, se não tem voto, não é coroné, tem que escolher.

3) “sem voto” – Um oitavo dos votos nacionais e metade dos votos que o PT teve no primeiro turno pode não ser nada, mas se são nada, ele não tinha o que fazer aqui, se tinha o que fazer aqui, então tem voto, ou seja, tem que escolher.

4) “fugiu para Paris” – Fugir de que? Ele não estava em risco no segundo turno, o Brasil já tinha sido entregue ao fascismo pelo PT. O candidato do PT tinha no mínimo 60% de rejeição no segundo turno, nunca teve como vencer e todos os agentes políticos no Brasil sabiam disso. O PT só enganou militantes desesperados que até hoje não acreditam que o partido seria capaz de fazer isso conscientemente. Bolsonaro só precisou falar de PT, Palocci, Dirceu falando de “tomada do poder” e Gleisi falando de “soltar Lula no primeiro dia”

5) “deixando os bravos petistas lutando sozinhos contra o fascismo” – Essa é a maior das piadas. Nem sequer Gleisi ou Dirceu fizeram campanha para o poste, davam declarações para sabotá-lo. Só Ciro e Alckmin partiram pra cima de Bolsonaro no primeiro turno, o poste sequer citou seu nome. O PT nem tinha material pronto contra Bolsonaro. O PT só fez campanha contra Ciro no primeiro turno, e se viciou tanto nisso que passou o segundo turno inteiro o ofendendo ao mesmo tempo que exigia sua volta. Como o poste lutou contra o fascismo, indo papar hóstia e soltando nova carta aos brasileiros?

Sinceramente, para manter o gado petista serve, mas se quer sair de sua área de pós-verdade, o PT precisava de uma versão mais coerente.

17 Comentários

  • Como devemos chamar o Ciro Gomes após fuga para Paris? Coroné tá pouco é respeitoso para ele. Ele se colocou como Salvador da pátria ENTÃO assuma os riscos também. Feijão sim.

    1

    39

  • Eu e minha familia nunca mais votaremos no PT, e somos de esquerda.

    33

    2

  • Na boa vai la para a porta do presidio e aguarda uns 20 anos o Lula sair

    16

    4

  • Na boa vai la para a porta do presidio e aguarda uns 20 anos o Lula sair. Ciro foi a ultima esperança livre e que não responde a processo de corrupção que tivemos.

    17

    1

  • Meu Deus , quanta tristeza!
    Ciro, eu o escolhi no primeiro turno justamente por acreditar ser o mais preparado. Estou de luto eterno.

    6

    2

  • Um absurdo quando comparam o PT com o Jairzinho, como vem ocorrendo por diversas fontes. Mais absurdo ainda é crer que o Jairzinho venceu as eleições por causa da ausência do Ciro. Eu particularmente preferiria que o Ciro estivesse aqui sim, mas da mesma forma que eu quis que o Haddad e Marina abrissem mão de sua candidatura a favor do Ciro. Mas o Ciro indo ao não para Paris e o escambal não faria com que o Haddad vencesse as eleições. Dado posto, sei que sou uma isolada que crê que todos deveríamos nos unir ao invés de nos atacarmos. E por fim, tive um momento de esperança ao ver que o Ciro poderia vir a ser o nosso presidente. Nunca tive tanta convicção de que o Brasil iria dar um disparo em rumo ao desenvolvimento como quando o Ciro se mostrou capaz de vencer as eleições… sofro muito a cada isso dado por Jairzinho… foco em 2022! #ciropresidente2022

    11

    0

    • Os eleitores de Ciro , em sua maioria, votaram em Haddad no seg turno. Só quem não enxerga isso são os petistas fanáticos.

      7

      0

  • Acho bem legal um povo que ouviu durante décadas a direita chamar o Lula de analfabeto, vir agora chamar o Ciro de coronel, um preconceito que tem a mesma origem do preconceito sofrido por Lula. Petistas e Bolsominions são extremamente parecidos. Aliás, eu que vivi a época de Brizola, sei que os petistas têm esse comportamento há bem mais tempo do que os bolsonaristas, que são mais recentes. A definição de Castañon é precisa: esse lenga-lenga que só engana os trouxas é a mamadeira de piroca petista. Perfeito! Vou passar a usar essa definição.

    8

    0

  • É prática petista sabotar aliados e os chamar de ditadores (no caso coroné), ou que se aliam a corruptos (se esquecem que tem ou teve uma dezena de dirigentes presos). O lulopetismo fez muito mal a esquerda e armou a direita de argumentos. Agora temos de esperar a maré passar e esperar o momento para outra onda e espero que os petistas tenham aprendido que é melhor um aliado no poder do que “alguéns”
    que lhes são totalmente contrários.

    2

    0

  • Eu Acho que o Brasil não está preparado para Ciro Gomes ou não merece um presidentecom o conteúdo do Ciro .

    0

    0

  • A era petista já faz parte da história, passou, ficou para trás. Agora, olhar para a frente, ver o que nos resta fazer.

    0

    0

  • Pra mim Ciro Gomes era disparado a melhor opção que tínhamos para esse país. Só que moramos num país onde basta um zé ruela ofender alguém e tentar atingir a honra de uma pessoa para que esta seja quase que desmoralizada. Ele está longe de ser esse tal de “coroné” que muitos por aí tanto falam. As palestras dele são aulas de macroeconomia. O conhecimento dele tem como base não só o estudo mas a experiência que teve no passado. Deem uma olhada em alguma de suas exposições que entenderão o que estou falando. O PT se deixou embriagar pela busca pelo poder e apesar de eu admirar muito de seus quadros fiquei extremamente decepcionado com a as atitudes deste partido durante a campanha presidencial, especialmente no que se refere às artimanhas de Lula para tentar inviabilizar candidatura de Ciro Gomes.

    0

    0

  • Ciro é um megalomaníaco inconsequente, não fosse sua pretensão de ser presidente “isolado” a história recente poderia ter sido outra.
    É bom lembrar bem que antes das eleições o PT buscou uma coligação com o PDT, numa chapa que teria Lula como candidato a presidente e Ciro como vice.
    Chapa essa que seria imbatível, mesmo prevendo a possibilidade de (como de fato ocorreu) o judiciário golpista prender o Lula, passaria a ter então Ciro como candidato e Hadad como vice.
    Mas Ciro e o PDT preferiram fazer coro com a imprensa elitista brasileira que desde 2013 vem executando uma campanha massiva de difamação contra o PT, o mesmo PT que fortaleceu a PF e criou as condições de que o Brasil deixasse de ser o país da pizza para ser um país que investiga e prende criminosos de colarinho branco.
    Alias se o PT passou a ser alvo de uma campanha de difamação este é o principal motivo, porque pouco a pouco as investigações estavam chegando nos poderosos, do PMDB, da família Marinho e por ai vai.
    Ao fazer coro com essa elite golpista, ao invés de opor-se a esse discurso mentiroso, Ciro se comportou como um oportunista megalomaníaco, interessado unicamente em suas pretensõe politicas.
    Ciro foi levantado por um movimento de centro e por uma esquerda “caviar” que, assim como Ciro, preferiram fazer coro com o linchamento do PT ao invés de resisti a mídia golpista.
    A realidade é que Ciro jamais teve chance de ganhar a eleição sozinho. Prova disso é que sequer foi para o segundo turno. É hora de parar de propagar o mito de que ele teria mais chance, isso e aquilo, devaneios para eximi-lo de sua responsabilidade (e eximir-se enquanto apoiador) que simplesmente não encontram sustentação nos fatos.
    Nada alem da própria megalomania nunca suportou a ideia de que Ciro poderia ter vencido as eleições, afirmar que Ciro teria ganho tanto de Hadad como de Bolsonaro no segundo turno não é coerente com o fato de que não passou nem do primeiro.
    Ainda que a tese de que Ciro pudesse ganhar no segundo turno tivesse alguma sustentação, seria a sustentação digna das manobras “fisiologistas” do “centrão” da politica brasileira, que mais se preocupa em estar no poder do que em garantir representatividade.
    Imaginar que Ciro ganharia tanto de Bolsonaro como de Hadad no segundo turno, mas que não ganha de nenhum dos dois no primeiro não é só incoerente, mas é imaginar que Ciro é o maior “anti-representante”, afinal sua possível eleição no segundo turno se fundamenta não em sua representatividade e apoio espontâneo da população, mas na força da rejeição ao outro candidato.
    Ciro ao negar-se a articular com a real esquerda do país (visto que tanto ele como o PDT se posicionam no “centro”) pretende ser não o maior representante, mas aquele que mesmo sendo o que mais representa, da um jeito de se aproveitar do contexto pra chegar ao poder.
    Mais do que isso, quando fracassa o plano ele se ausenta, deixando ainda mais evidente o seu descaso, demonstrando que: se não for para ver seus interesses satisfeitos, a politic para ele não interessa. Ou dito de outro modo: “que se dane o povo”.
    Dito isso, resta evidenciar a natureza mediocre e sacana deste artigo, que bem combina com o Ciro.
    O artigo rebate, ponto a ponto a seguinte frase: “Quando a chapa esquentou, o coroné sem voto fugiu para Paris deixando os bravos petistas lutando sozinhos contra o fascismo.”
    Que pretende atribuir ao PT, sem apontar petista, seria frase emitida pelo “partido” enquanto entidade conceitual?
    Ao buscar a frase no Google o único resultado é a própria página do artigo, deixando claro que a frase foi só um espantalho criado para atacar uma visão que pretendem disseminar do PT e não o partido em si.
    Cada um que julgue por si.

    0

    0

Deixe uma resposta