O compromisso de bastidores

Por Marina Cano e Julia Cunha – O ano eleitoral desperta reflexões sobre qual país cada cidadão quer deixar para as próximas gerações. São muitos os caminhos que podem ser percorridos para que se alcance o “Brasil do futuro”.

Independente daqueles escolhidos e dos candidatos ou candidatas que serão eleitos(as) para nos guiar, existe uma constante invisível: as equipes que transformam promessas de campanha em políticas efetivas. E só será possível chegar nesse Brasil, com equipes parlamentares funcionais e muito motivadas a fazer o nosso país dar certo.
Existe uma necessidade latente de (re)pensar o trabalho na política. O que foi feito até aqui, como as famosas rachadinhas, equipes compostas por cabos eleitorais ou QI (quem indica), escancarou que não dá certo – e que a política não pode continuar assim. Todos ganham com a profissionalização da política: o mandato, os pares, as casas legislativas, o setor público, a iniciativa privada, e, claro, nós cidadãos.

Pensando nisso, criamos o movimento para iniciar a transformação do trabalho na política, unindo candidatos de todos os campos políticos e cantos do Brasil. Ele nasceu da vontade de promover – de forma conjunta – uma mudança de cultura nas práticas de seleção, estratégia e gestão de pessoas dentro do ambiente político, engajando quem estará ocupando as cadeiras das mais diversas casas legislativas municipais no ano que vem.

No fim das contas, campanhas eleitorais são baseadas em disputas por projetos e por narrativas. Buscando pensar em algo agregador, para todas as(os) candidatas(os) que acreditam no poder das equipes, e para dar forma ao próprio movimento, lançamos o Selo Legisla Brasil.

Um mandato de sucesso é construído com muitas práticas diferenciadas. Era preciso um compromisso público firmado por parte das(os) candidatas(os) que, independente do projeto político defendido, quando eleita(o) existiria um olhar atento à gestão: desde seleção de profissionais extremamente competentes para as equipes, elaboração de um bom planejamento estratégico, como um norteador de atuação durante os 4 anos de mandato, até a promoção de práticas inovadoras e de governança.

Através do Selo, aproximamos eleitores de candidatos que defendem incansavelmente práticas inovadoras e mostramos para futuros mandatários que é possível transformar o trabalho na política. O objetivo final por trás dos compromissos é fazer com que a “política funcione” e que os legisladores tenham equipes preparadas para fazer acontecer.

O compromisso de pensar a forma com as quais os candidatos levarão suas bandeiras (projetos e narrativas) para frente ainda durante a campanha, é inédito na política brasileira; um compromisso de bastidor, que reforça a relevância desse espaço por vezes invisível. Quanto mais o trabalho na política for discutido, mais candidatos prestarão atenção nos bastidores. E é através do voto que mais representantes que abrem as portas da política, constroem mandatos que funcionam e planejam o amanhã poderão ser eleitos.

Há quem pense que inovar em práticas no legislativo é restrito a mandatários de primeira viagem. Mas quem busca a reeleição também precisa pensar (ou repensar) seus nortes, analisar o funcionamento do mandato como um todo e eventualmente oxigenar a equipe. A verdade é que o movimento também quer mostrar que não existem amarras para quem quer realmente fazer diferente!

O primeiro passo foi dado: o Selo tem cada dia mais adeptos e seu crescimento não se restringe apenas à candidatos(as). A participação dos cidadãos é crucial! Para o movimento avançar – e o passo ser ainda maior – precisamos da participação desses dois atores. Cada cidadão pode utilizar o selo como instrumento de conscientização, pedindo aos seus candidatos que assumam esses 3 compromissos e construam um mandato de sucesso. Por outro lado, os candidatos podem se apoiar no movimento para dar transparência ao seu compromisso de bastidor.

E aí, vamos junto dar os próximos passos desse movimento?

Por Marina Cano, sócia da Legisla Brasil e Julia Cunha, responsável por Aceleração e Profissionalização de Mandatos

*A Legisla Brasil é uma sociedade sem fins lucrativos que acredita no poder das equipes para transformar a política.

1 Comentário

Deixe uma resposta