Crivella, aliado de Bolsonaro, é preso no Rio

O atual prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), foi preso na manhã desta terça-feira (22) em uma operação conjunta da Polícia Civil e do Ministério Público (MP/RJ).

A operação investiga um suposto “QG da propina” na Prefeitura do Rio. Além de Crivella, foram presos o empresário Rafael Alves, apontado pela Polícia como pivô do esquema, o delegado Fernando Moraes e Mauro Macedo, tesoureiro da campanha de Crivella.

Aliado e apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o atual prefeito perdeu a reeleição para Eduardo Paes (DEM) neste ano. Ao ser preso, Marcelo Crivella disse ter sido “o prefeito que mais combateu corrupção” e pediu “justiça”.

Por: Velho Guerreiro.

3 Comentários

Deixe uma resposta