MARIO HERINGER: Por que devemos manter distância do PT

Alguns amigos da “turma boa”, apelido informal que damos a militância maravilhosa que floresce ao redor do projeto nacional de desenvolvimento (PND), ficaram chateados comigo porque eu externei a opinião de que a entrada do PT no movimento “Janelas pela Democracia” acabaria por prejudicá-lo.

Primeiro, vamos pôr as emoções de lado. O que está em jogo é o futuro de um país com 210 milhões de habitantes. O nosso futuro! Emoções são fundamentais para a política, mas nossas decisões precisam ser baseadas no debate racional.

Reconheço ter incluído emoção no post.

Em segundo lugar, vamos tomar cuidado para não cair no mesmo erro que alguns setores autointitulados de “esquerda” cometem o tempo todo, que é produzir um ambiente autoritário, onde a discordância é tratada com agressividade. Se queremos ser uma alternativa política, precisamos ser tolerantes com nossos companheiros que discordam, e digo isso, neste caso, em defesa própria, porque eu discordo veementemente de qualquer associação nossa com o PT.

Isso ocorre por uma razão simples: o que tem sido a nossa novidade, o que tem feito um número crescente de pessoas se interessar pelas ideias que oferecemos tem sido justamente o fato de estarmos construindo uma alternativa política independente e original.

Como faremos isso se nos associarmos ao PT?

O recado dos eleitores brasileiros em 2018 não poderia ser mais direto: eles não querem mais o PT no poder. Se a oposição ao governo Bolsonaro deixar que o PT se infiltre em nosso movimento, e tente assumir, como sempre faz, um papel hegemônico, isso irá destruí-lo politicamente, porque não seremos mais novidade. Sufocaremos ou deixaremos sufocar “o dever da esperança”.

Uma das causas da derrota do nosso projeto em 2018 foi justamente a confusão, na cabeça do eleitor, entre nossas ideias e aquelas representadas pelo PT.

É preciso combater essa confusão: o PT tem o projeto deles, focado no assistencialismo e na cooptação. Nós temos o nosso, focado na emancipação e num processo audacioso de inclusão equânime transformador de toda a nossa estrutura produtiva e educacional.

Não é, portanto, por sectarismo que devemos nos manter afastados do PT. É por foco no resultado futuro. É por respeito ao povo.

O eleitor quer novidade, e o PT representa o atraso e a frustração mais recente. Definitivamente o PT não é mais novidade.

Além do mais, os dirigentes petistas, seus blogs e sua militância agridem Ciro Gomes, nossa militância, e o nosso projeto todos os dias, sem descanso, desde 2018! A campanha de destruição que o PT promove contra Ciro Gomes é uma coisa terrível, o que é mais um motivo para nos mantermos o mais longe possível dessa legenda.

Na cabeça da maioria esmagadora do eleitorado brasileiro, o PT se tornou sinônimo de corrupção, e mesmo que se admita que houve algum excesso do judiciário, é fato que diretorias estratégicas da Petrobras e de inúmeras outras estatais foram entregues a corruptos, com propósito de roubar e de manter o projeto petista no poder.

Essa é a razão principal do antipetismo ainda ser uma força hegemônica na sociedade.

Nós somos diferentes. Temos um projeto diferente. E temos que nos manter assim. “Diga-me com quem andas e dir-te-ei quem és”.

Se o PT quiser fazer um movimento contra Bolsonaro, que o faça. Ninguém o proíbe. Mas não vejo sentido em andarmos lado a lado. Isso não ajuda o nosso movimento, e a bem da verdade, ajuda Bolsonaro, que pode apontar para todos nós e nos chamar de “petistas”, neutralizando nossa capacidade de comunicação com a sociedade.

Então, com todo o respeito a quem pensa diferente, minha opinião é de que devemos seguir o velho ditado popular: “antes só do que mal acompanhado”!

Por Mario Heringer, médico e deputado federal (PDT-MG)

Mario Heringer Por que devemos manter distância do PT ciro gomes pdt lula haddad
Foto: Lula Marques/AGPT

9 Comentários

  • Vossa Excelência externou meus pensamentos. Deixemos que sigam seu caminho e sigamos nosso objetivo.

    7

    0

  • Perfeito Deputado. Irretocável. E como disse brilhantemente Albert Einstein:

    “Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”.

    4

    0

  • Vocês Cirobolsonaristas seguirão só – sem o povo. Vocês são o engodo, a mentira, traição e covardia. O PT sempre age mal quando se aproxima de figuras nefastas como Ciro Ciro Gomes. O maior erro de alguns petistas sempre foi se aproximar de coronéis da velha política. Quem foi da Arena jamais merecerá a menor confiança.

    2

    5

    • Só uma besta cega e cabresteada pra considerar “traidor” quem foi traído. O petucanismo paulista emburrece, e esse Reinaldo é a prova viva. Contra tipos como vc é chumbo grosso.

      1

      0

  • Opinião extremamente sensata. O projeto nacional de desenvolvimento precisa trazer esperança e renovação. O PT, principalmente sua cúpula nacional trabalhou, trabalha e trabalhará para que sejam sempre a única alternativa de esquerda no Brasil, os outros partidos de esquerda são vistos como acessórios. Vide o que fizeram contra a candidatura a presidência do PDT em 2018.

    5

    0

  • A ansiedade de conseguir uma união para combater com eficácia o Projeto de destruição do Brasil, através do mais cínico Liberalismo Econômico, impede a Verdadeira unidade que precisamos, a União com o Povo.

    Acredito na construção coletiva e para isso deve-se ouvir e refletir sobre as opiniões divergentes, nesta força que está consolidando-se em torno do PND, uma força de Centro-esquerda.

    No mérito, concordo com a opinião do Mario Heringer.

    0

    0

Deixe uma resposta