Ecos na história versus vida de fases e modas

Antes com Cibele Laura, Wendel Pinheiro e 300 votos nacionalistas no Estreito das Termópilas do que com a deputada Tábata Amaral, 270 mil votos, três zeros de prata a mais, hordas de entreguistas e as duas traições.

ecos na história tabata amaral

Para quem pensa que maior número de votos iguala a maior legitimidade para defender nossas bandeiras históricas, volte aos livros. Vemos hoje que um punhado de votos do bando de Gideão pode ter mais peso de verdade e convicção do que 270 mil ludibriados pelo 0,01% mais rico, usando uma do povo contra o povo. O ‘estrategista’ entendeu que o perfil que mais cativa o brasileiro é o perfil Lula – o que ascende da miséria e chega às estâncias de poder. E isso tem seu valor de fato. E precisamos que cada vez mais ascendam e representem o povo brasileiro em todas as estâncias de poder. Lembremos, entretanto, o que dizia Freire: ” “Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser o opressor.” Assim temos os Holidays, os Kims e para o PDT, Tabata – longe de mim comparar esses à liderança política que é/foi Lula, por mais crítico que eu seja a ele e seu partido há 10 anos, comparo apenas o perfil de trajetória. Mas a Deputada Federal Tabata Amaral, TRAIU:

Sua mãe, seu pai, seus amigos e amigas que precisarão se aposentar e nem estão pensando nisso ainda, as costureiras, os motoristas de ônibus, os policiais, os ambulantes, os pequenos comerciantes, os funcionários do comércio, os operários, os pedreiros, as faxineiras a Vila Missionária, o Grajaú, o munícipio de SP, o estado de SP – O BRASIL! para fazer carinho nos donos dos 3 zeros de prata a mais.
Traiu 2 vezes seguidas, cada FAMÍLIA que recebe até 2000 reais/mês = 60% das famílias no Brasil.

TRAIÇÃO 1:

Primeiro votou na reforma da previdência onde:

– De cada 100 reais de sacrifício, 83 reais são tirados de quem ganha até 2 mil reais
– A aposentadoria passa a ser calculada sobre todos os salários que o trabalhador teve ao longo da vida e não mais sobre os 80% maiores – a perda para os aposentados será de 13%;
– A combinação de idade mínima com tempo de contribuição de 40 anos na prática levará os pobres a NÃO TER MAIS APOSENTADORIA: em 40 anos o trabalhador fica ao menos 8 anos sem carteira assinada (IBGE) assim, para ter a aposentadoria integral teria que trabalhar até os 73 anos, pelo menos (soma da idade mínima com mais 8 anos de contribuição adicionais);
– Professores e policiais trabalharão 40 anos para se aposentar. Em nenhum lugar do mundo civilizado isso acontece.

TRAIÇÃO 2:
Depois de se votar o texto base os deputados apresentam destaques e votam. São mudanças ao texto base votado. Foi apresentado uma alteração para manter abono salarial para quem recebe até 2 salários mínimos.

Ela votou para quem recebesse até 2000 reais NÃO mantivessem o abono. Ela foi a única deputada do PDT que votou assim. Todos os outros votaram para poupar que ganha tão pouco dessa maldade. Que ela tenha traido o partido que a acolheu e elegeu, o PDT que sempre lutou por melhores e maiores condições de vida para as famílias acima é o de menos.

Ela só não traiu quem ganha mais de 20 000 reais por mês nesse pais. Só quem segura a bolsa com 3 zeros de prata a mais sorriem para ela hoje.

Então páginas sem nome, sem rosto e cpf identificador, influenciadores e outros que acusaram com tamanha veemência, seria honrado uma menção à verdade que Wendel Pinheiro. Cibele Laura compartilharam e alguma retificação pelos ataques que sofreram. Desdenharam dos companheiros e a verdade usando número de votos para engolirem o ovo da serpente com casca e tudo. Esses sim sempre deram a cara a tapa em defesa do nacionalismo e de um Brasil independente, soberano e justo socialmente – já há outros que nunca mostraram a cara, mas soltam os nomes de guerreiros e guerreiras a esmo. Apenas apontaram o próprio erro e mesquinhez na insana tentativa de se validar pelo desmérito dos profetas no deserto.

Cibele e Wendel vai aí mais um brevê na farda. Merecem o reconhecimento pela luta, determinação e firmeza frente a ataques de gente sem rosto e sem terem parado para aprender com vocês. Se a neolib aqui de SP tivesse votado contra a deforma, continuaríamos na luta, cada a um a seu modo sem esmorecer, para expô-la e manter a construção do partido de Brizola, Darcy, Getúlio, Jango, Therezinha Zerbini, Vânia Bambirra e muitos outros e outras focados no melhor para o Brasil. Mas felizmente caiu a máscara da Acrèdit a La Lemann e fica mais fácil agora ejetar a cobra do ninho de harpias – isso também expõe abutres travestidos de harpias.

Encerro com Darcy Ribeiro: “Fracassei em tudo o que tentei na vida. Tentei alfabetizar as crianças brasileiras, não consegui. Tentei salvar os índios, não consegui. Tentei fazer uma universidade séria e fracassei. Tentei fazer o Brasil desenvolver-se autonomamente e fracassei. Mas os fracassos são minhas vitórias. Eu detestaria estar no lugar de quem me venceu.”

Por Esdras Sant’Ana

Deixe uma resposta