Em São Paulo, Lula lidera Ibope para presidente, Doria e Skaf empatam para governador, Datena e Suplicy encabeçam disputa para o Senado

Pesquisa aponta que Lula lidera Ibope como preferido dos paulistas; Doria empata com Skaf pelo governo do estado; Datena e Suplicy são os preferidos para o Senado

 Presidência: cenário com Lula

Para os paulistas, a volta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto é a melhor opção para o País.

Preso desde o dia sete de abril, Lula tem 20% das intenções de voto no estado de São Paulo, de acordo com a pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (24 de abril). Empatados no segundo lugar aparecem o ex-governador do estado Geraldo Alckmin (PSDB) e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), ambos com 14%.

Com 9% das intenções estão empatados a ex-senadora Marina Silva (Rede) e o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa (PSB).

Ciro Gomes (PDT) aparece com 4%, seguido de Álvaro Dias (Podemos), com 2%.

O senador Fernando Collor (PTC), a deputada estadual Manuela D’ávila (PCdoB), o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM), Levy Fidelix (PRTB), Flavio Rocha (PRB) e João Amoedo (Novo), somaram 1% das intenções de voto.

Encerram a primeira pesquisa o ex-ministro Aldo Rebelo (SD), o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB), o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto Guilherme Boulos (PSOL) e o ex-presidente do BNDES Paulo Rabello de Castro, que não pontuaram na pesquisa.

Votos nulos e brancos aparecem com 18% das intenções. 4% disseram não saber ou não responderam à pesquisa.

 Presidência: cenário sem Lula e com Michel Temer no lugar de Henrique Meirelles

Descartada a participação do ex-presidente Lula no pleito presidencial, a maioria dos paulistas votaria em Jair Bolsonaro, de acordo com a pesquisa. 16% votariam no candidato do PSL, seguido de perto por Alckmin, com 15%.

Marina Silva teria 11%, enquanto Joaquim Barbosa teria 9%.

Ciro Gomes manteria os 4%, assim como Álvaro Dias manteria seus 2%. Também com 2% aparece o presidente Michel Temer, substituindo Henrique Meirelles nesta segunda pesquisa.

Aldo Rebelo, Manuela D’ávila e Rodrigo Maia seriam votados por 1% do eleitorado paulista nesse novo cenário. Guilherme Boulos, Paulo Rabello de Castro, Flavio Rocha e João Amoedo não pontuaram.

Os votos brancos e nulos subiram, assim como o número de pessoas que não responderam ou não sabem em quem votar, para 26% e 7%, respectivamente.

 Governo do estado de São Paulo: primeiro turno

De acordo com a pesquisa Ibope, o ex-prefeito da capital paulista João Doria (PSDB) iria para o segundo turno do pleito estadual em primeiro lugar, com 24% das intenções de votos dos paulistas, que elegem governadores do partido tucano desde 1995. Paulo Skaf (MDB) seria o escolhido para enfrentá-lo, com 19% dos votos no primeiro turno.

Luiz Marinho (PT), com 4%, o atual governador do estado Márcio França (PSB), com 3%, Rogério Chequer (Novo), com 2%, Lisete Alaro (PSOL), com 1%, e Alexandre Zeitune, sem pontuar, completam a pesquisa.

As intenções de votos em branco e nulos são de 37%. 11% não sabem em quem votarão ou não quiseram responder.

Pesquisa Ibope para o governo de São Paulo
Pesquisa Ibope para o governo de São Paulo

Governo do estado de São Paulo: segundo turno

Foram apresentados aos eleitores entrevistados seis diferentes cenários de segundo turno. Os mais importantes – isto é, os que envolvem João Doria, líder nas pesquisas – são os que seguem.

Se Doria enfrentasse hoje o governador Márcio França, o tucano venceria com 39% a 20% dos votos válidos. Votos brancos e nulos corresponderiam a 33%. 8% não souberam ou não quiseram responder.

Se Doria enfrentasse o petista Luiz Marinho, o ex-prefeito da capital paulista venceria com 41% a 21% dos votos válidos. 31% votariam branco e nulo. 7% não souberam ou não quiseram responder.

Se Doria enfrentasse hoje o emedebista Paulo Skaf, os candidatos empatariam com 32% dos votos. 30% votariam branco e nulo. 6% não souberam ou não quiseram responder.

Senadores por São Paulo

Se as eleições fossem hoje, José Luiz Datena (DEM) e o vereador Eduardo Suplicy (PT) se juntariam a José Serra (PSDB) como representantes do estado de São Paulo no Senado.

Datena lidera a pesquisa com 33% das intenções de voto, seguido de perto por Suplicy, com 32%. Logo atrás está a atual senadora Marta Suplicy (MDB), com 25%, seguida pelo deputado federal Marco Feliciano (PSC), com 14%.

Os tucanos Aloysio Nunes e José Aníbal, com 11% e 6% respectivamente, e o petista Jilmar Tatto, com 4%, fecharam a pesquisa dos candidatos ao Senado por São Paulo.

46% votariam branco ou nulo, e 11% dos entrevistados não souberam ou não quiseram responder à pesquisa.

Pesquisa Ibope para o senado em São Paulo
Pesquisa Ibope para o senado em São Paulo

Informações sobre a pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (24)

A pesquisa Ibope foi encomendada pela Rede Bandeirantes. 1.008 eleitores foram ouvidos entre os dias 20 e 23 de abril. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais e para menos.

Deixe uma resposta