RICARDO CAPPELLI: O que é isso, companheiro?

Em entrevista à Folha, Fernando Haddad força a barra em diversos aspectos com o objetivo de afirmar internamente sua candidatura na disputa com os baianos do PT.

Nenhuma palavra sobre a unidade do campo progressista, zero. Pelo contrário, diz que é natural que o PT, o PSOL e o PCdoB tenham candidatos no primeiro turno.

Onde está o Haddad que afirmava que o segundo turno poderia ser entre a extrema-direita e a direita? Podemos brincar com esta possibilidade? Um projeto pessoal ou partidário pode ser colocado acima do Brasil?

Na ânsia de afirmar sua candidatura, o ex-prefeito comete ainda uma desonestidade. Coloca a candidatura de Ciro Gomes no campo da centro-direita, levantando dúvida sobre um eventual apoio do pedetista no segundo turno a Bolsonaro.

Haddad é um quadro formidável, pode ser o candidato da unidade do campo progressista, possui todas as qualidades para isso. Não precisa buscar abrigo nos setores mais estreitos e sectários do petismo para se afirmar.

O Brasil precisa do professor. Que conhece, pensa e milita pelo Brasil. O Brasil precisa da unidade do campo progressista. Custe o que custar.

O CANCELAMENTO DE HADDAD E O COLAPSO DA CULTURA DA LACRAÇÃO Gustavo Castañon fernando haddad
Foto: Ricardo Stuckert

1 Comentário

  • Essa é boa Capelli! Quer dizer que tudo o que o Brasil precisa é um ex prefeito desmoralizado com recorde de rejeição, que foi colocado de última hora como um improviso de um politiqueiro vulgar, que tinha como plano de governo a independência do BACEN?

    No meio de tudo o que o Brasil passa, o que se torna imprescindível e da mão pra boca é o suprassumo do neoliberalismo de esquerda, do financismo e da visão liberal paulista?

    O petismo irá apostar todas as suas fichas na manutenção de seus discursos e das suas idiossincracias, custe o que lhe custar. Se duvidar, se ganhando as eleições 2022 (não vai), irá aprofundar o “paulo guedismo” já iniciado por Dilma.

    O PT vai prosseguir nessa rota de estupidez e narcisismo até a morte de seu profeta, Lula. Aí essa confederação chamada petismo irá se fragmentar.

    0

    0

Deixe uma resposta