LUIZ MOREIRA: Fortaleza, a mais importante vitória ante Bolsonaro?

Desde a vitória de Bolsonaro houve tentativa de interferência nas instituições do Ceará pelo governo Bolsonaro, traduzida em (1) domínio sobre o Ministério Público estadual, articulado a partir do ministério do general Heleno, cujo propósito seria o de criminalizar os adversários; (2) tentativa de vincular o prefeito Roberto Cláudio a alguma facaltrua; e (3) utilização de parte do aparato policial para, com os motins, suscitar ambiente de insegurança, fomentando a ascensão do “pulso milico”, do qual o candidato Capitão Wagner seria a expressão.

Contrariando as expectativas bolsonaristas, a eleição para Prefeito em Fortaleza não se centra apenas na força política de Ciro e de Cid Gomes, mas conta com multiplicidade de atores, especialmente do prefeito Roberto Cláudio (PDT) e do governador Camilo Santana (PT).

Essa multiplicidade de atores ganha agora mais um protagonista, José Sarto Moreira.

Figuram também como prováveis protagonistas, na política cearense, o prefeito reeleito de Sobral, Ivo Gomes, Élcio Batista (ex secretário de Camilo Santana e futuro vice-prefeito de Fortaleza), além da vice-governadora Isolda Cela.

Assim, a derrota em Fortaleza significaria fracasso na possibilidade de Ciro Gomes tornar-se Presidente do Brasil e revelaria incompetência dos “esquerdistas”, no mais bem estruturado projeto de desenvolvimento, articulado a partir da compreensão de que cabe ao Estado fomentar políticas públicas e à educação pública eliminar as desigualdades de oportunidades.

Fortaleza, a mais importante vitória ante Bolsonaro

Deixe uma resposta