CARLOS LUPI: 56 anos do Golpe Militar – Ignorar os ignorantes

O Brasil neste 31 de março de 2020 vive um dos momentos mais dolorosos da sua história. Somos governados pelo “Profeta dos Ignorantes” – Bolsonaro, que diante da maior pandemia já noticiada na nossa história, continua se posicionando contra à ciência e aos principais especialistas do mundo e defendo o fim do isolamento social – adotado em praticamente todos os países do mundo.

Como se não bastasse, o Vice Presidente, General do Exército, usa sua rede social para comemorar o 31 de março de 1964 – data da derrubada de Jango pelos militares e que mergulhou o país, por 21 anos, no mais tenebroso período político da sua história.

O que fazer com essa gente? Discutir, já vimos que não dá. Assim como na ditadura, eles não são abertos ao diálogo. Não há razoabilidade em explicações e teorias que envolvam algum raciocínio lógico vindo destas mentes obcecadas.

Chego à conclusão de que ignorar os ignorantes é a melhor solução.

CARLOS LUPI 56 anos do Golpe Militar - Ignorar os ignorantes

Ignorar quem não merece ser respeitado; quem não respeita a vida, a ciência; os limites mínimos do humanismo para que possamos viver em uma sociedade justa e sempre entendendo a dor dos demais. Arrisco a dizer que são ignorantes que possuem a visão do vírus, pois querem destruir a humanidade.

O que nos cabe neste 31 de março de 2020, de fato, é ignorar todas essas aberrações. Bolsonaro, seus seguidores e qualquer um que se volte contra a ciência e especialistas. Ignorar, acima de tudo os ignorantes – de fardas, principalmente – que atropelam a história do Brasil ao comemorar a Ditadura Militar que matou milhares de irmãos e irmãs brasileiras simplesmente por discordarem de posições estúpidas e autoritárias.

Ignorar os ignorantes.

Por Carlos Lupi, Presidente Nacional do PDT.

Deixe uma resposta