GUSTAVO CASTAÑON: O hacker tabajara e a armadilha. De quem?

O Casseta e Planeta nos anos 90 tinha uma piada que repetiram umas 3 vezes. Era uma “olimpíada policial” onde o FBI, a Scotland Yard e a PM carioca disputavam uma competição para ver quem encontrava e prendia um ladrão mais rápido.

Enquanto o FBI e a Scotland Yard demoravam dias para pegar um suspeito que aparecia negando tudo, a PM entrava numa moita e voltava em dois minutos com um rapaz negro e favelado todo espancado dizendo “eu sou culpado de tudo!”

O caso dos “hackers” lembra bem essa piada. Os sujeitos já estavam no radar da PF e de repente aparecem assumindo o hackeamento do Telegram do Deltanzinho.

Primeiro tem que mostrar como se quebra o sistema que Putin não conseguiu quebrar, e principalmente, porque.

Mais do que isso, porque alguém que quer adulterar um diálogo precisa hackeá-lo.

Só que tem ainda um porém aí.

Greenwald já sabia que a PF faria algo do tipo.

Assim como a Folha, a Veja e todas as agências de notícias internacionais que reproduziram o material.

Eles já conhecem a fonte.

Sabem que o material é verdadeiro.

E pode ser que Greenwald tenha autorização para revela-la no futuro.

Como ele já disse, no momento certo, TUDO será revelado.

E então essa possível armadilha do ministro brasileiro poderá na verdade se revelar a grande armadilha de Greenwald para desmoralizá-lo de vez.

A propósito, o que Moro estava fazendo de novo em Washington semana passada?

Deixe uma resposta