GUSTAVO CASTAÑON: Reforma semelhante, Tabata?

A reforma que Ciro propôs está registrada no TSE no programa de governo. Tabata diz que era praticamente a mesma que a reforma de Bolsonaro. Era?

Então vamos a uma comparação simples. A reforma de Ciro era baseada em três pilares: renda mínima universal, repartição e capitalização pública.

O terceiro pilar está totalmente ausente da reforma, e as capitalizações brasileiras continuam nas mãos dos bancos privados. Assim, perde-se um grande meio de aumentar a poupança interna e abandona-se os previdenciários desse sistema à própria sorte.

Então já de saída a reforma de Bolsonaro é um terço diferente.

O primeiro pilar também está ausente, há no entanto algo em seu lugar a ser concedido a partir dos 70 anos para quem não alcançou tempo mínimo de contribuição para se aposentar por idade. Os beneficiários da aposentadoria rural que entraram sem contribuição em 88 também não foram tirados do sistema para entrar no programa de renda mínima na seguridade social como na proposta de Ciro.

Portanto a reforma de Bolsonaro sem quase nada do primeiro pilar é quase dois terços diferente da proposta por Ciro.

Resta o pilar da repartição, o regime geral, onde foram feitas mais mudanças. Na proposta de Ciro o benefício passaria a ser calculado como uma proporção da média do conjunto de todos os salários de contribuição (o que destruirá cerca de 40% do valor de sua aposentadoria)? Não. Na proposta de Ciro as diferentes regiões (semi-árido) e profissões (pedreiro) ficariam sem as compensações por desgaste físico e taxa de longevidade? Não. Na proposta de Ciro as profissões com longa preparação ficariam sem compensação no tempo mínimo de contribuição? Não. Na proposta de Ciro os militares ficariam de fora do teto geral e do sistema geral? Não.

Então se nem o pilar de repartição, o único substancialmente tocado pela reforma, é semelhante à reforma proposta por Ciro, a Deputada Tabata deveria finalmente explicar a todos no que a reforma de Bolsonaro é semelhante à de Ciro além das idades mínimas propostas.

Ou será que ela votou no que mandaram sem saber?

6 Comentários

  • Professor, pode dar as cambalhotas que quiser. A Batata tem razão, porque ela própria é muito semelhante ao projeto de caudilho que a apadrinhou. Não tem texto mal escrito que dissipe essa aproximação

    9

    1

    • Veja, orgulhoso jumento, voces podem ter a soberba de achar que são os únicos a conhecer certos nomes e debates, e assim supor para si próprios que essa é a razão do resto do mundo não se curvar à genialidade do boçal com mania de grandeza que decidiram incensar. Por mim podem perseverar nesse caminho, que causarão menos problemas.

      Em síntese, nem o coronel sem curral cabe nesse elogio do caudilho; e nem esse caudilhismo que voce quer fazer o elogio, representa um verdadeiro projeto de poder popular.

      É um dos males de querer falar pro povo, em nome do povo, qual a vontade do povo (mas sem povo no comando, apenas por procuração). Insistir nessa tese estapafúrdia da condenação culturalista da America Latina. E ainda pretendem que isso seja o projeto autóctone, sem copiar modelos alienígenas… servilismo pretensioso.

      Continue escrevendo seus textos grotescos. Cada vez mais claramente conservadores, deixam mais evidente o descompasso dos abilolados com um projeto realmente de esquerda.

      6

      1

    • Veja, orgulhoso jumento, voces podem ter a soberba de achar que são os únicos a conhecer certos nomes e debates, e assim supor para si próprios que essa é a razão do resto do mundo não se curvar à genialidade do boçal com mania de grandeza que decidiram incensar. Por mim podem perseverar nesse caminho, que causarão menos problemas.

      Em síntese, nem o coronel sem curral cabe nesse elogio do caudilho; e nem esse caudilhismo que voce quer fazer o elogio, representa um verdadeiro projeto de poder popular.

      É um dos males de querer falar pro povo, em nome do povo, qual a vontade do povo (mas sem povo no comando, apenas por procuração). Insistir nessa tese estapafúrdia da condenação culturalista da America Latina. E ainda pretendem que isso seja o projeto autóctone, sem copiar modelos alienígenas… servilismo pretensioso.

      Continue escrevendo seus textos grotescos. Cada vez mais claramente conservadores, deixam mais evidente o descompasso dos abilolados com um projeto realmente de esquerda. Nao demora, vão fazer o que o partido do aspirante a caudilho faz de melhor. Alega alguma razão pragmática e se associa a esse governo

      6

      1

  • Quem tem que ser criticado é o PDT, além de selecionar mal seus deputados, instruí mal, um partido que não educa não pode levantar a bandeira da educação.

    5

    0

Deixe uma resposta