Por que Lula não quis falar com Ciro antes?

Como se não bastassem todos os desgastes causados até aqui, quando Lula e o PT fizeram tudo que puderam para isolar Ciro Gomes, vemos agora, para nosso espanto, uma intensificação de ataques de vários blogs petistas contra o candidato do PDT.

Os asseclas mais ensandecidos de Lula na blogosfera, com a visão embaçada pelo sebastianismo com que enxergam o líder petista, não direcionam suas críticas e análises ao que realmente importa agora, que é como podemos impedir a vitória do fascismo pelo voto popular.

Preferem, ao invés disso, criticar o terceiro colocado, cuja votação permitiu que a eleição presidencial já não fosse liquidada no primeiro turno.

Atacar Ciro Gomes pelo fato dele ter tirado uns dias de descanso, depois de uma jornada muito dura no primeiro turno, quando sofreu até mesmo com problemas de saúde, é de uma covardia ímpar com o candidato que mais combateu e alertou para o risco de uma vitória do fascismo nessa eleição.

Quando Ciro chamou, com todas as letras, os Bolsonaros de projeto nazistoide o que Haddad e o PT falaram ?

E quando se referiu ao general Mourão  (usando um  linguajar  típico do  Ceará para  se  referir a um  mero  tarefeiro) como um “jumento de carga” ?

Alguém se lembra de uma mísera crítica de Fernando Haddad contra a candidatura Jair Bolsonaro com contundência parecida ?

E não podemos esquecer que Ciro e o presidente do PDT, Carlos Lupi, chegaram a entrar com pedido na justiça para terem o direito de visitar Lula lá em Curitiba.

Mas o próprio Lula não manifestou interesse em estar com eles.

Nesse período recebeu visitas de diversas outras pessoas, conforme foi amplamente noticiado.

Artistas, religiosos, celebridades nacionais e estrangeiras.

Um monte de gente visitou Lula.

Menos Ciro Gomes.

Porque Lula, simplesmente, não quis falar com Ciro.

Lula, assim, evitou, deliberadamente, uma conversa franca, olho no olho, com Ciro.

Logo com ele, que, diferente dos puxa sacos que orbitam o ex-presidente, sempre foi franco, leal e expõe suas críticas e diferenças da maneira aberta, como deve ser.

Podemos supor que Lula negou essa visita para evitar o constrangimento de ter que, numa conversa cara a cara, admitir o jogo rasteiro que moveu, lá de Curitiba, através de seus emissários e aliados (que vão de Renan Calheiros e Eunício Oliveira até Valdemar Costa Neto) tendo como prioridade absoluta para ele, Lula, isolar a candidatura Ciro Gomes custasse o que custasse.

Agora, diante da óbvia incapacidade do PT liderar qualquer tipo de frente (mesmo se esta for contra um risco fascista) esses ataques de blogueiros petistas a Ciro Gomes soam risíveis.

Sem a intransponível barreira que o antipetismo forma em grande parte da população brasileira a vitória da extrema direita seria altamente improvável, para não dizer impossível.

Não fosse o PT como oponente e a estratégia de Bolsonaro se desmancharia no ar.

E essa narrativa de atacar Ciro Gomes em tantos blogs sob orientação petista simultaneamente não se dá por acaso.

Faz parte de mais uma artimanha de Lula e da cúpula do PT, que, cientes de que estão entregando de caso pensado o país no colo de um governo com viés fascista, buscam uma explicação, por mais absurda que seja, para a derrota que se desenha.

E como quase tudo oriundo das narrativas do PT são mentiras, delírios ou falsas espertezas, nada mais natural para eles que tentar esconder a razão única da provável e ameaçadora vitória do fascismo nas urnas: o fato de que a maior parte da população brasileira prefere qualquer coisa – mesmo a extrema direita mais raivosa – do que a volta do PT.

Na sua estratégia covarde de fazer o país sangrar e “sentir saudades do Lula”, achando que, com isso, o antipetismo vai arrefecer e o PT vai voltar triunfalmente, está embutido um grande menosprezo com a inteligência e a sabedoria do povo brasileiro.

Além de um desdém completo com as agruras que nossa gente sofre e pode vir a sofrer ainda mais.

A história vai ser implacável ao cobrar essa fatura.

Agora o que importa, de verdade, é impedir de todas as formas possíveis a consagração do fascismo pelo voto popular.

Esse deveria ser o foco único e exclusivo de todos os dirigentes do PT e de todos os blogs que se dizem progressistas.

O resto é futrica, que só serve ao adversário.

Por Allan Nacif

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

13 Comentários

  • Só um ponto de vista de um saudosista do PT que acredita em história mal contada. Facismo um instrumento da Roma antiga que ganhou força na ideologia de Mussolini, e que surge agora como um mecanismo de um discurso ideológico daqueles que estão agora fora do poder e loucos para voltar e “tomar o Poder”.

    0

    1

  • Conversa pra boi dormir, fascistas um caralho e a mudança radical que este país tá precisando acabar com estas quadrilhas que assaltaram os cofres públicos.

    0

    0

  • PDT e CIRO GOMES cumprem o papel como a ética recomenda!
    Se tem alguém culpado pelo atual quadro foi o PT, só olham para o proprio umbigo. Erraram feio!

    1

    1

  • Bem feito para esquerda perniciosa. São todos bandidos. Fazem parte da mesma quadrilha. Bolsonaro neles!

    0

    0

  • chamam Bolsonaro de fascista…
    mas apoiam um grupo de ladrões.
    uma organização criminosa cujo chefe está condenado e preso. é risivel… corja de VAGABUNDOS.

    0

    0

  • Análise muito boa e coerente. Só achei um pouco antidemocrático dizer em “tentar de todas as formas possíveis impedir a consagração do fascismo pelo voto popular”… fugiu do campo das ideias. Se é pelo voto popular é democrático. Os termos “toda forma” dá ideia de fraudes e de crimes eleitorais, inclusive.

    0

    1

  • essa página do coronel ciro é nojenta… de onde tá saindo tando dinheiro para bancar isso aquie? das oligarquias do nordeste?

    0

    0

Deixe uma resposta