Lula Livre e de volta ao jogo

Lula foi preso injustamente. Sua liberdade é um dever cívico. Dito isto, vamos aos desdobramentos:

Há muito não se via uma manifestação genuína e verdadeiramente popular dentro do campo progressista como foi visto hoje. Isso é um péssimo sintoma da falta de sintonia da esquerda não-lulista com o espírito do tempo. Fora Lula, todos os pertencentes do campo progressista carecem de apoio genuinamente popular. Falta-lhes populismo.

lula livre e de volta ao jogo
Foto: Ricardo Stuckert

Lula visivelmente deixou o Bolsonarismo acoado. A simbologia de sua saída da prisão permeou noticiários do mundo inteiro. Nas ruas, o povo comentava. O lulismo saia do armário. Fogos de artifício e gritos tomaram a paisagem das grandes cidades. Bolsonaro, devidamente amansado pela benevolência de Toffoli com o filho 01, esquivou-se de atacar o ex-presidente, num raro momento de autocontrole.

Nas televisões, a opiniao unânime “O Bolsonaro não terá vida fácil agora”. Obviamente polarizar o debate dá mais audiência. Observemos atentamente o comportamento da grande mídia daqui pra frente. Provavelmente apontarão Lula e Bolsonaro como radicais, na esperança de criar mais uma vez um suposto “centrão democratico” neoliberal pseudo-ambientalista e servil aos interesses estrangeiros.

Ciro e Huck, de alguma forma pleiteantes dos votos do Lulismo, devem se atentar aos próximos movimentos. Lula pode não ser elegível – pelo menos por enquanto- mas sua presença mobiliza a maior parte do eleitorado anti Bolsonaro.

O capitão tente a melhorar seus números se a polarização se acentuar. O anti petismo terá que se reaglutinar.

Lula pretende correr o Brasil atrás do tempo perdido. Onde estarão os outros membros da esquerda? Debatendo em Universidades? O ex presidente mostrou de cara que deixará seu lado messiânico cada vez mais presente. Está amargurado com a injusta prisão e tende a ter um discurso mais inflamado, se é que isso é possível.

Os próximos desdobramentos dirão o tom da triste sinfonia que perturba nossos ouvidos. O messianismo de líderes narcisistas não olha para o lado, apenas para o espelho. A polarização tende a enfraquecer o debate, num momento terrível para a economia e para sociedade brasileira.

Lula está livre e de volta ao jogo.

2 Comentários

Deixe uma resposta