CHRISTIAN LYNCH: As ameaças e o truque do golpe

Todo santo dia que o governo apanha, ele solta no fim uma ameaça de golpe. Ele faz isso desde FEVEREIRO. Estamos em Junho! Vocês não percebem que se trata de um truque para simular uma força que, se ele tivesse, não estaria sempre precisando demonstrar?

Num mesmo dia:

1. Governo desmoralizado porque a MP do Weintraub foi devolvida pelo senado;

2. Governo desmoralizado porque o Alto Comando intimou o único general palaciano ainda na ativa (Ramos) a se aposentar e parar de explorar indevidamente a imagem da corporação;

3. Governo desmoralizado porque Fux prefere decisão liminar pela inconstitucionalidade da “intervenção militar” golpista;

4. Governo desmoralizado porque Barroso diz que o julgamento do TSE será baseado em provas (uma obviedade, mas significativa nos tempos que correm).

Como reage o Planalto?

Repete que as FFAA darão um golpe se o TSE anular a chapa.

E ainda tem gente levando a sério o “truque do golpe”, depois de quatro meses.

Por Christian Edward Cyril Lynch

CHRISTIAN EDWARD CYRIL LYNCH As ameaças da trupe do golpe

2 Comentários

  • O governo desmoraliza: Por existir e advir de um erro jurídico contra uma sociedade com suas falhas mas a caminho da democracia, chamada Lava Jato. Se a Lava Jato, honrasse a história. E soubesse como foi difícil chegar até onde estávamos. Com status internacional, reserva em dólares, mercado com a crise mundial garantido com o Mercosul, BRICS e EU. Defendendo a floresta amazônica, respeitando os donos da terra, com muitos acertos para a classe trabalhadora, com várias frentes inclusivas dos excluídos em universidades. Revelaria toda a tramoia e apresentava provas de ligação com a chapa Mourão (aquartelado no Governo Dilma – militar hostil e insubordinado) e Bolsonaro (militar que utilizou de ameaças terroristas contra a própria FFAAs para querer vantagens classistas). Ambos dignos de não levarem na história o nome de militar das FFAAs. Armar os militares com sentido de golpe contra o povo. Será o caminho mais curto para se limpar a própria FFAAs de seus líderes seguidores bolsonaristas. Pois, dentro delas já se tem bastante força para tudo que for bélico ser usado contra Brasília. Os únicos que não enxergam isso. São os militares ruins a frente do governo. Que ainda acham que estão em 60. Com um monte de analfabeto sendo massa de manobra. O Brasil mudou. E se você é um brasileiro com um mínimo de sabedoria. Sabe que o limite de qualquer pessoa militar ou civil é a vida. Vejo na imagem dois militares. Dois velhos tolos. Que se tivessem informação e esforço útil. Entenderiam que impor força das FFAAs sobre o povo. E não mostrar competência para a soberania. Pelo aceito dos EUA em Alcântara. Já é um exercício de provocação de vômito. Pensando esses serem realmente figuras tidas pelo povo, e por qualquer brasileiro exemplo de hombridade, justiça e soberania. Bolsonaro, essas figuras patéticas sem força física, sem postura pelo código militar, sem ideais para soberania, sem vergonha na cara – já que quase tudo de ruim que temos vem da Ditadura Militar – inclusive um atraso tremendo da economia. Estão enchendo com essas tentativas terroristas. Vou resumir minha visão como cidadão público com dois mestrados, passando como sargento aos 17 anos. Sejam o indivíduo bom, ou sujeito ruim. Diante extrema força, ou força desproporcional a outros antes dele. Suas ações afloram e ele fica destemido a morte. Não lhe importando mais a vida. E nem a vida do próximo. Esse governo não oferece o mínimo sendo originado das FFAAs. Não nos oferece mais a soberania. Não se representa acima dos governos internacionais. Não tem o povo ao seu favor. Tem na PMs vários bolsonaristas. Mas pelos batalhões a fora do país. Sempre estão em menor do que a população que os cercam. É difícil essa turma de ignorante dentro das FFAAs, PMs e seja lá o que for. Imaginar o povo bom e o que tratamos como ruim juntos na periferia, nas favelas, em guetos na floresta por anos fazendo ações contra aqueles militares que devia dar segurança ao povo, manter a soberania (e não fazem pela eficácia – sempre no mínimo aceitável)? A imposição da força por pessoas como Bolsonaro e muitos generais a frente do governo. Não refletem para a força no sentido soberania e segurança pública. Do que algo que já não existe. E só realmente existir a Ditadura Militar e ela se mostrar péssima como foi no passado. Que os levantes vão dizimar toda força fragilizada. E, mesmo que aja mobilização com sentido militar. Haverá regiões que eles nunca mais entram e saem. Bolsonaro é um home frouxo. Não é religioso. É adultero perante o evangelho. É mesquinho, mentiroso, fingido. Os militares querem posar de bons, necessários. Respondam para nós povo: Numa necessidade iminente para tirar os EUA de Alcântara. Onde eles não queiram sair. Quantos minutos aguentam as FFAAs do Brasil um confronto? Quer a verdade leitores. Bolsonaro e as FFAAs, no contexto dos estúpidos a frente do governo. Estão fazendo barulho. Porque pelos convênios assinados com EUA. Já perdemos uma boa área do território brasileiro. E isso é um crime de segurança nacional. Para caçar as cabeças de todas as pessoas a frente as FFAAs. Não existem no orçamento gastos previsto para isso. Então até o orçamento é contestável. E hoje para muitos brasileiros. Os militares com Bolsonaro são ridículos a condição de serem úteis ao Brasil. Qual é o quantitativo de generais que assinariam um manifesto dizendo que são capazes de tirar a maior força bélica de um pedado cedido por nada pelo bolsonarismo? Respondam bolsonaristas e militares? Duvido! Batalhões civis não existem sem o povo. Batalhões com os militares de Bolsonaro. Querem lutar contra o povo desarmado. Mas aceitaram os americanos e não tem colhões para tirar se precisar. Então no fundo, na essência. São um monte de nada cara para o povo. Ainda veremos o povo e as FFAAs caçarem pelo território brasileiro e internacional todos os envolvidos por conceder invasão mansa dos americanos no Brasil. Hoje a titulo mundial. O brasileiro, com Bolsonaro e militares, perdendo Alcântara por nada útil apresentado até agora. É um país taxado de burro. Esse é o legado bolsonarista e militar para o Brasil de 2018 em diante. Uma vergonha!

    0

    0

Deixe uma resposta