GILBERTO MARINGONI: A bobagem do leite condensado e os gastos públicos

GENTE, DESCULPE MAS ACHO A MAIOR ROUBADA a esquerda investir na denúncia do leite condensado. Tudo bem, tem fácil apelo popular, por conta de todas as forças políticas nos últimos trinta anos terem transformado austeridade, corte de gastos e contração fiscal em um valor em si. Eu também entendo que R$ 15 milhões em leite condensado, jogados a seco na cabeça de uma população carente e faminta, causem revolta e tenham um lado para lá de prosaico. É quase piada pronta.

Mas é bobagem. Vai na mesma linha de denunciar as pautas bombas do Congresso, no Dilma II. Eram todas iniciativas que implicavam aumento de investimentos e o PT – imerso num fiscalismo suicida – atuou pesado em sua condenação. Os gastos se referem a todo o poder Executivo e não à presidência da República apenas. As denúncias podem gerar um perigoso efeito bumerangue.

Sou pelo aumento acentuado do investimento público, chamado de gastança pelos ultraliberais. Não conheço nenhum projeto de desenvolvimento que não acarrete enormes, vastos e largos rombos fiscais. Quem conhece o New Deal, o governo JK e o II PND sabe bem disso. Não há exemplo histórico de reativação e dinamismo econômico e aumento da taxa de emprego sem gasto público.

O que equilibra uma economia é o crescimento e não terraplanismo fiscal.

6 Comentários

  • Investimento público não implica em gastar 2 milhões de reais em chiclete. Pra mim, investimento público é investir em ciência e tecnologia, nas universidades, em saúde de qualidade para todos, em melhorias para a vida diária da população… Não discordo que funcionários públicos devam ser bem pagos e ter qualidade no trabalho, mas gastos desnecessários como com chiclete, leite condensado e refrigerante é demais.

    1

    0

  • Desculpe Maringoni, mas há um equívoco básico: “o leite condensado é só para o Exército, como mostra a origem da demanda: Ministério da Defesa, 3 Esquadão de Cavalaria Mecanizado-MEX-DF nº UASG 16 00573. E ainda por cima, com “dispensa de licitação”. O que ocorre é que esta prática deve vir de muito tempo. Ou acha que os Governos passados “ousavam” punir os militares. Deu no que deu.

    1

    0

  • Você é direitalha, bolsonarista???
    Mesmo que seja para todo executivo esses valores se justificam??? Vc esqueceu que durante 2020 a maioria dos funcionários públicos trabalhou em casa???? Passando pano prá safado, vc deveria ter vergonha! Deveriam excluir vc daqui!

    0

    0

  • Concordo plenamente com as considerações econômicas, mas a força de comoção social é forte no caso do leite…chiclete é outras bobagens….
    Lembre-se que detonadores de imagem nem sempre tem raízes em coisas lógicas…até hoje liberais lembram das passeatas contra a Dilma provocadas pelo aumento de 0, 20 da passagem de ônibus municipal…

    0

    0

  • Bom dia Maringoni!
    Enquanto a esquerda continuar usando as pautas da direita, seu texto deixa isso claro, não conseguiremos mudar a política em nosso País. A Esquerda em nosso País simplesmente governa em função de políticas estúpidas, sem cunho verdadeiramente desenvolvimentistas. Nossas empresas Estatais estão sendo privatizadas, estamos sendo transformados em uma grande fazenda, produzindo produto de pouco valor agregado. ISSO SIM é um grande problema. Leite condensado é besteira!!!

    0

    0

  • Concordo Maringoni, este discurso puritano reforça no subconsciente do povo o discurso ideológico de que o Estado é inoperante e corrupto e não tem saída senão a privatização, e
    reforçam a idéias de reformas que restrinjam o gasto público, como a reforma administrativa.

    0

    0

Deixe uma resposta