ORLANDO SILVA: Carta ao amigo Marcelo Freixo

Meu caro amigo Marcelo Freixo,

Faz tempo que você é uma figura nacional, assim te conheci. De longe, passei a tê-lo como sinônimo de direitos humanos.

Sou militante político desde muito cedo, assim como você, e já aprendi que na luta é que construímos laços profundos de companheirismo.

O batismo da nossa amizade foi naquele sufoco da luta para derrotar o projeto Anticrime de Moro. Reuniões infinitas, polêmicas, longas madrugadas, incompreensões… Foi duro, hein?

Mas, valeu! Impedimos graves retrocessos e até avançamos em conquistas para cidadania. Ali, nasceu uma amizade de verdade.

E é com espírito de camaradagem que te escrevo essa carta.

Agora é pública a tua decisão de dedicar toda a sua energia e capacidade política para enfrentar o Bolsonarismo, defender o Brasil, a democracia e os direitos da nossa gente.

Essa decisão teve um grande impacto. Já sabíamos, né? O impacto tem a proporção da sua importância no país. Seu gesto é a pauta política de hoje e será por mais algum tempo.

Eu tiro as minhas lições.

1. É preciso elevar o combate ao projeto de Jair Bolsonaro. A tua decisão Marcelo, dá a devida importância que tem superarmos o obscurantismo bolsonarista.

O orientação ultra-liberal que o Governo tem é veneno puro para a economia nacional. A linha de Paulo Guedes blinda o capital financeiro e assegura seus ganhos astronômicos. Ao mesmo tempo avança na desestruturação da indústria, olha só o que fizeram com a Embraer. O desemprego explode e ainda tentam tirar direitos dos trabalhadores. Derrotar sua orientação econômica é a chance de reencontrar os caminhos do desenvolvimento nacional.

Ao mesmo tempo, diante de uma pandemia que mata milhares e milhares no Brasil, destroça famílias e destrói sonhos, vemos Bolsonaro, insensível a dor do povo, seguir na sua sanha genocida. Derrotar o “negacionismo” diante da Covid-19 é salvar vidas.

2. É preciso construir uma frente democrática. Bolsonaro não combina com democracia.

Quantas vezes nos indignamos com a apologia que esse sujeito faz dos tempos sombrios vividos no regime militar. Dói na nossa alma a violação da memória das vítimas da ditadura. E vamos transformar nossa indignação em energia, e renovar nosso compromisso democrático.

E nessa barca temos que receber muita gente, todos que topem. Todos pensarão como a gente sobre os vários planos da vida? Seguramente, não! Mas a democracia ganhou centralidade no embate político. Essa é a batalha decisiva. E ter você à frente fará toda a diferença.

3. É preciso produzir novas possibilidades no fazer política.

Nossa luta no tempo presente, Marcelo, não pode nos deixar de mirar o futuro. E isso exige construir novas formas para estimular nossa gente a participar da política. As redes sociais modificaram o cenário. Mudanças estruturais no Brasil e no mundo redefinem perspectivas. Por aqui, parece que a política parou no tempo. Até à Esquerda, quem diria, mira muito no retrovisor. E quando olha para frente, o faz com visões fragmentadas, nos falta grandes narrativas, projeto histórico. Carece por essas bandas a noção de Nação. E mergulhar mais profundamente na alma do povo, compreender suas características, angústias e necessidades. Precisamos sentir como nossa gente sente.

Faz tempo que o sistema partidário entrou em colapso. Você pode ser ponta de lança de algo novo. Isso é urgente!

Conversamos muito sobre tudo isso. Imagino a angústia que sentes em momentos como o de hoje. Na prática, teu gesto é também um sacrifício. Mas estou certo que ajudarás a construir novas possibilidades.

Como nos ensinou o mestre Cartola “finda a tempestade, o sol nascerá!”

Receba o meu abraço e admiração!

Por Orlando Silva

ORLANDO SILVA Carta ao amigo Marcelo Freixo

2 Comentários

  • Fantástico… Admiro quem luta e é vocacionado… Sou de Vargem Grande Paulista SP…. E contém com
    Meu apoio… Abraços aos AMIGOS, com admiração.

    1

    0

  • Precisamos unir forças para desmontar o projeto genocida, de gente e de país, que está aí, na nossa frente.
    Talvez tenhamos que tapar o nariz para alguns, mas o objetivo é nobre.
    Precisamos nos unir.
    O nome Marcelo Freixo é emblemático.

    0

    0

Deixe uma resposta