Juventude do PDT em SP repudia voto de Tabata Amaral a favor da Reforma da Previdência

A deputada federal pelo PDT de São Paulo, Tabata Amaral, declarou voto favorável à reforma da previdência hoje, 10 de julho de 2019. O partido fechou questão nacionalmente contra a reforma apresentada pelo governo Bolsonaro, mas a deputada, que foi eleita com apoio dos movimentos Acredito e Renova BR, entidades empresariais de criação de lideranças políticas ligadas a Luciano Huck, Fundação Lemann e outras ONGs internacionais, sempre defendeu pautas liberais como o ajuste fiscal e a reforma da previdência.

Por isso,  tanto o presidente nacional do partido, Carlos Lupi, como o vice-presidente, Ciro Gomes, que foi terceiro colocado na eleição presidencial do ano passado, manifestaram posições duras contra a possibilidade de deputados do PDT votarem a favor da reforma da previdência apresentada no Congresso, cogitando inclusive a expulsão dos deputados indisciplinados.

A juventude do PDT em São Paulo emitiu nota de repúdio a posição da deputada. Confira:

“No Congresso, recolheremos, através de nossas bases, as grandes aspirações e definições da vontade popular.

Com o Congresso, continuaremos firmemente, sob a inspiração da Carta Testamento do Presidente Getúlio Vargas, a caminhada junto ao povo que nos levará à emancipação da Pátria.” Esse é o excerto da carta de Lisboa, que marca a refundação de nosso partido e que sintetiza a razão da nossa existência: atender aos clamores do nosso povo, pois como bem lembra o nosso líder Ciro Gomes: devemos confiar na inteligência do nosso povo.

Nós da Juventude Socialista do Partido Democrático Trabalhista do estado de São Paulo manifestamos por meio dessa nota o nosso repúdio e indignação com o voto favorável, da Deputada Tabata Amaral (PDT-SP), à PEC 006/2019, conhecida como Reforma da Previdência.

Esse voto configura uma traição não apenas aos princípios do Partido, mas sobretudo ao povo trabalhador brasileiro, que sofrerá em sua carne as consequências desses ataques brutais que atentam contra a dignidade da pessoa humana.

O princípio da Previdência e da Seguridade Social foi preservado até mesmo durante os anos de chumbo inaugurados pela ditadura civil-militar, que foi um golpe não somente contra o Brasil, mas principalmente contra os trabalhistas ilustrados nas figuras de Jango e Brizola.

O apoio a essa reforma envergonha, angustia, decepciona, constrange e revolta a jovem militância do PDT, causando feridas irreversíveis em nossos sonhos e na nossa luta política.

Nossa Juventude abraçou desde o primeiro momento a sua campanha, pois confiamos que seus sonhos eram os nossos sonhos para levar o legado de Brizola e Darcy Ribeiro de uma educação emancipadora ao Congresso Nacional. Porém, FOMOS TRAÍDOS.

A deputada escolheu o lado daqueles que são contra os trabalhadores, os professores e contra a nossa própria história, ou seja, provou que não honra os princípios, valores e ideias que direcionam a caminhada do nosso partido.

Portanto, por desrespeitar a resolução da última Convenção Nacional do PDT de se votar contra a Reforma da Previdência, exigimos a sua imediata saída do partido com o qual jamais teve compromisso, renunciando às suas bases partidárias e os seus eleitores. Caso contrário, protocularemos o pedido de sua expulsão sumária por infidelidade partidária.

“Nossos caminhos são pacíficos, nossos métodos democráticos. Mas se nos intentam impedir, só Deus sabe nossa obstinação.”

JUVENTUDE SOCIALISTA DO ESTADO DE SÃO PAULO.

9 Comentários

  • Com os milhões que o governo ofereceu em troca do voto e como são todos sem exceção todos corruptos, lógico que ela não seria diferente. Aos eleitores dela e de muitos resta aguardar as próximas eleições e jamais reeleger que votou a favor de mais uma vez tirar dos pobres e dar aos ricos…so resta lamentar….

    4

    1

  • Não sou de nem um partido político, admiro as causas do PSOL, PT, PC do B e admirava o PDT, que são as causas dos assalariados, dos que não detêm os meios de produção. Os integrantes do PT, PSOL, PC do B são admiráveis, unidos. O erro sempre é do Partido, não do deputado eleito. o Partido é mais importante, o deputado passa. O PDT não é um partido confiável, forte, não sabe escolher seus integrantes que representarão eleitores de esquerda, jamais deveram confiar em garota mimada. O erro é do Partido. A expulsão é necessária, a fim de não desvalorizar mais a instituição, representada pelo partido.

    3

    1

  • Quem financia a Tabata é o movimento Acredito, ela foi ameaçada de perder a bufunda e tudo mais pelo movimento caso não votasse à favor da reforma. Movimento criminoso e ela uma capcha, capitazinha do mato.

    0

    0

  • JS PDT-SP está repleta de tabataminions – de olho nessa galera!
    Não toleramos neoliberaloides infiltrados em nossas fileiras!

    0

    0

  • […] Fui eleitor de Tabata, distribuí santinhos, convenci desconhecidos e amigos a votarem nela durante a campanha. Não só isso, também a defendi fervorosamente nas redes sociais, contra ataques que vinham de pessoas até mesmo do campo progressista. Assim como muita gente, vi-me decepcionado depois do seu voto favorável à reforma da previdência. […]

    0

    0

Deixe uma resposta