LUIZ MOREIRA: Rui Costa, Jaques Wagner e Ciro Gomes

A entrevista de Rui Costa é mais um capítulo a ressaltar o grande equívoco do PT nas últimas eleições presidenciais, que resultou na vitória de Bolsonaro.

Rui Costa e Jaques Wagner encarnam projeto político que nunca sofreu derrota eleitoral significativa na Bahia, elegendo tanto Senadores quanto Governadores, experimento que não encontra similar, no PT, em nenhum outro estado do Brasil.

Se realmente pretendesse adaptar-se à realidade, o PT definiria que caberia a algum diretório nordestino presidi-lo.

Surpreende a nota do diretório nacional do PT? Não. Surpreendente seria se esse PT sem voto permitisse a conexão do partido com a soberania popular.

Rui Costa tenta, com sua entrevista, desarmar o que pretende a burocracia petista, que é apostar na disputa entre PT x Bolsonaro, o que levaria à segunda vitória de Bolsonaro.

Conhecedores do ambiente partidário carcomido, Rui Costa se une a Jaques Wagner na tentativa de construção de unidade no campo progressista, cuja liderança cabe a Ciro Gomes.

Como Rui Costa e Jaques Wagner não vivem sob os encantos da máquina partidária, mas enfrentam os desafios de legitimação popular do projeto político que representam, suas perspectivas se conectam ao futuro do povo brasileiro.

Viva o Nordeste e suas capacidades de reflexão e de renovação!

Deixe uma resposta