Tão curtindo a novela da Globo?

Mais uma vez, as coisas se desenrolam de forma muito semelhante a que eu previ no meu vídeo sobre o que a Globo teria sobre Bolsonaro.

Há um roteiro a ser cumprido.

Tal qual fizeram com Lula, o processo será longo e torturante.

Despejar todas as informações de uma única vez contra uma figura política popular não dá tempo para o processamento da informação por parte do público e pode ser interpretada como perseguição.

Ao contrário, uma história contada aos poucos permite a sedimentação na mente da população de conexão por conexão, além de ir pegando as contradições dos envolvidos uma após a outra.

Além disso, permite negociações vantajosas no meio do caminho.

Tendo que se defender dia após dia a imagem vai desmilinguindo, junto com as mentiras usadas para se proteger.
Quanto custa um senador da República afirmando que um PM comprou 21 mil reais em chocolate na sua loja?
Não tem preço.

O timing do Natal foi ótimo, Brasil parado, a notícia por mais de dez dias nos encontros de família será a família do 00.

As próximas denúncias terão, portanto, intervalos, nas quais se vai tentar extrair mais do governo.

Entre eles, novas revelações vão tratar de sedimentar bem a ligação profissional dos Bolsonaro com Queiroz, Élcio, Ronnie Lessa e finalmente Adriano Nóbrega, acusado de chefiar o escritório do crime no Rio de Janeiro.

Esse cuja mãe e esposa repassavam dinheiro para Flávio Bolsonaro.

Esse que ganhou a Medalha Tiradentes de Flávio Bolsonaro.

A Medalha Tiradentes.

Finalmente, quando tudo isso for de domínio público, virá a facada final, e essa será de verdade: quem realmente matou Marielle Franco.

O MP já chama a organização no gabinete de Flávio de “organização criminosa”.

A pergunta que não quer calar portanto é: quem é o chefe da organização?

Um Presidente não pode ser processado por crimes anteriores ao mandato.

Mas pode ser investigado.

No entanto, acusações de crimes de responsabilidade cometidos por Bolsonaro já passam de 10.

Resta formalizar.

Para um país que impediu uma senhora honesta de quase 70 anos por “pedalada fiscal”, isso é brincadeira de criança.

Temos um pato manco agora no Alvorada.

Colocaram canga no Bolsonaro.

Olho na popularidade dele.

É tudo o que lhe resta.

Deixe uma resposta