Trump anuncia novas sanções econômicas ao Irã

O presidente dos EUA, Donald Trump, fez um pronunciamento à nação estadunidense após o bombardeio realizado ontem (07/01) pelo Irã em uma base militar controlada pelos americanos no Iraque. O ataque iraniano foi uma resposta ao assassinato no dia 03/01 do chefe da Guarda Revolucionária Islâmica, o general Qasem Suleimani, considerado o segundo homem mais poderoso do Irã somente atrás do Aiatolá Ali Khamenei.

Suleimani foi assassinado no território iraquiano, onde estava em uma “missão de paz” segundo o próprio primeiro-ministro do Iraque. Um drone norte-americano disparou mísseis de alta precisão no comboio que transportava Suleimani próximo ao aeroporto de Bagdá.

Trump informou que nenhum americano ou iraquiano foi ferido e que o dano do ataque à base militar foi mínimo. Diante disso ele disse que “parece que o Irã está pronto para recuar”. No entanto, defendeu o assassinato de Suleimani e disse que “o Irã deve abandonar suas ambições nucleares” anunciando novas sanções econômicas ao país persa.

Ainda exigiu de China, Grã-Bretanha, França e Alemanha um novo acordo nuclear após o fracasso do acordo anterior rompido anteriormente pelo próprio Trump e agora pelo Irã, após a morte de Suleimani no ataque norte-americano. Trump reforçou fala anterior na qual disse que enquanto for presidente dos EUA o Irã não terá uma arma nuclear.

Trump disse também que os EUA tornaram-se autossuficientes na produção de petróleo e não precisam mais importar do Oriente Médio, e por isso vai pedir que a OTAN se envolva mais na região para evitar o uso de tropas americanas. Concluiu lembrando que as forças armadas estadunidenses possuem muitos e os mais poderosos mísseis do mundo em tom de ameaça.

Deixe uma resposta