A venda de órgãos e os “moderados” contra os populistas

Getúlio Vargas criou os direitos trabalhistas e estabeleceu um valor bem elevado para o salário mínimo, mesmo para os padrões da era PT. Foi e é chamado de fascista, autoritário, populista e o escambau à quatro.

Lula – que apesar da estupidez que dizia nos anos 80 sobre a CLT ser o AI-5 do trabalhador – valorizou a carteira de trabalho getulista, criou empregos formais e elevou sensivelmente o padrão de vida de muitos brasileiros. É acusado de ser extremista e de polarizar a política brasileira, além de, claro, também ser chamado de populista.

Já um verme como o Joel Pinheiro da Fonseca, filho de outro verme, o Eduardo Giannetti (assessor econômico da Marina), que por sua vez é filho de outro verme, o Roberto Giannetti (assessor econômico do Doria e do Alckmin), recomenda aos pobres e remediados que vendam seus órgãos para conseguirem algum dinheiro.

Joel é apontado aos quatro ventos, até por gente dita de esquerda, como alguém moderado e sensato.

Esse é o braZil colônia, onde quem governa para a maioria é suicidado e/ou vai preso, e quem trucida a maioria para enriquecer os gringos é exaltado e celebrado.

Deixe uma resposta