WELLINGTON CALASANS: Queiroz, de laranja a boi de piranha

O ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, foi preso nesta manhã pela Polícia Civil. Queiroz foi encontrado em uma propriedade em Atibaia, no interior de São Paulo.

A casa onde o ex-assessor estava escondido há um ano pertence a um advogado do Presidente da República, Jair Bolsonaro. Queiroz já se encontra no complexo prisional de Bangu em Gericinó na zona oeste do Rio de Janeiro.

Neste vídeo, o jornalista Wellington Calasans comenta a respeito da prisão e chama atenção para a cortina de fumaça para dentro qual corremos o risco de caminhar: enquanto a política brasileira entra em espiral decadente, a política econômica de Paulo Guedes avança sem obstáculos.

5 Comentários

  • Exatamente o que penso. Por enquanto não vai acontecer nada por conta dessa prisão. Aliás me pergunto muito: o que será preciso acontecer ainda, para de fato tomarmos o Brasil de volta para o povo brasileiro! Obrigada pelo vídeo e sucesso no Portal Disparada!

    1

    0

  • Mas Wellington, o buraco ficou muuuuito maior devido só fechamento da quarentena já há 3 meses! Pequenos, médios e informais reduzidos a máscaras e gel!

    1

    0

  • Excelente vídeo, melhor o choque de realidade que você falou, do que a vaselina oferecida desde o golpe no Brasil e nos brasileiros desde 2016! Bom te ouvir Wellington!

    1

    0

  • Wellington está certíssimo! Aliás, o editorial do Jornal O Globo de hj, deixou bem claro; “fique na sua Bolsonaro, pare de fazer estripolias q vc continuará no cargo”.

    0

    0

Deixe uma resposta